Publicidade
Manaus
Manaus

Líder do tráfico é preso durante operação em Manaus

Oito pessoas foram presas no conjunto Jardim Versalhes, bairro Planalto, Zona Centro-Oeste de Manaus, nesta sexta-feira (30) 30/11/2012 às 12:22
Show 1
Com eles foram apreendidos 65 tabletes de drogas, armas e diversas munições
acrítica.com Manaus, Am

Segundo informações da Secretária de Segurança Pública (SSP), uma quadrilha envolvida com o tráfico de drogas foi presa na noite esta quinta-feira (29), pela Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI), com apoio da Força Tática e do Grupo de Força Especial de Repressão e Assalto (FERA) da Polícia Civil, em Manaus.

Com a quadrilha foram apreendidos 78 quilos de pasta base de cocaína, 18 armas, 16 celulares, 3 coletes, jóias, dois veículos, R$ 7 mil e farta munição.

Durante a operação o traficante Alan Castimario, 32 anos, vulgo Nanico, foi preso. Ele é o chefe do bando e suspeito de ter cometido vários homicídios, de comandar o tráfico de drogas em diversas zonas da cidade e de participar de uma organização criminosa.  Ele já tinha sido preso no ano passado durante a ‘Operação Aliança’ realizada pela Seai.

Segundo a polícia, Castimario é o número dois, na lista dos principais traficante da cidade.

Ao todo oito pessoas foram presas no conjunto Jardim Versalhes, bairro Planalto, Zona Centro-Oeste de Manaus.

Os policiais civis e militares da Seai, com apoio do Grupo Fera, estavam investigando a quadrilha há cerca de seis meses, a partir de uma informação anônima para o Disque-Denúncia 181, conforme contou o secretário-adjunto de Inteligência, Thomaz Vasconcelos, durante a apresentação da quadrilha na manhã desta sexta-feira. “Já estávamos na caça desse bando e com a denúncia da população conseguimos trabalhar com mais precisão”, disse.

O secretário disse ainda que as investigações vão continuar porque a polícia acredita que há mais pessoas envolvidas com a quadrilha. “As investigações seguem até conseguirmos identificar outros membros desse grupo de alta periculosidade. E pedimos ajuda da população que continue a denunciar pelo disk 181”.