Publicidade
Manaus
Manaus

Liminares garantem bares funcionando no Eldorado

A fiscalização coordenada pelo GGI, faz parte das ações de reordenamento do espaço público, ocupado irregularmente. Prefeitura fechou três bares 20/04/2015 às 10:13
Show 1
Ação realizada pelo Implurb e GGI, resultou na interdição de três bares na Praça do Caranguejo, no Conjunto Eldorado, zona Centro-Sul, na tarde de ontem
Natália Caplan Manaus (AM)

Para muitos torcedores, dia de clássico do futebol ou de Ultimate Fighting Championship (UFC) lembra Praça do Caranguejo, no conjunto Eldorado, Zona Centro-Sul. Porém, ontem, durante a vitória do Vasco sobre o Flamengo, não havia tantas pessoas como de costume e era fácil circular pelas vias ao redor do local. Ontem, três estabelecimentos foram fechados por uma ação entre órgãos da prefeitura, dos governos Estadual e Federal, por conta de irregularidades. Na quinta-feira, outros três bares já haviam sido fechados, mas voltaram a funcionar por meio de liminares expedidas pelo Tribunal de Justiça do Amazonas.

Apesar de muitas mesas e cadeiras terem sido apreendidas — de acordo com a ordem do juizado da 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal apenas uma parte da praça pode ser ocupada —, muitas pessoas não se incomodaram em assistir ao jogo do Campeonato Carioca em pé, na frente dos bares que ainda funcionam. O lanche Popeye, o Monique Drink´s e o Rei do Caranguejo permanecem fechados. “Não concordo que fechem os bares, porque é um lugar tradicional para assistir jogos e reunir os amigos”, disse Cleyton Andrade, 38.

Morador do Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste, o analista de logística frequenta a área praticamente todos os fins de semana e afirma: o problema não é a ocupação do espaço ou alguma irregularidade dos estabelecimentos, mas, sim, a falta de segurança. “Se fizessem um reforço, com bastante polícia, não teria preocupação com brigas ou confusões. Mas eles [policiais], só aparecem em dias de Flamengo e Vasco”, reclamou. “Pode vir aqui, qualquer dia, que você não vai ver nem o vulto deles”, completou.

Na opinião de Pablo Rodrigues, 23, uma das vias ao redor da Praça do Caranguejo deveria ser totalmente interditada, para que os clientes não tivessem que ficar o tempo todo em pé e o fluxo de veículos não fosse prejudicado. Apesar de morar próximo à praça de alimentação da Cidade Nova, na Zona Norte, o autônomo prefere acompanhar os jogos e lutas no Eldorado. “É um lugar que todo mundo já conhece e é muito mais emocionante vir para cá, é um ponto turístico. Deveriam fechar só um lado e liberar o outro”, declarou.

A CRÍTICA observou a presença de aproximadamente 24 policiais militares, entre as equipes da Força Tática, com duas viaturas, e de integrantes das 12ª, 16ª e 23ª Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms), com motocicletas. De acordo com alguns PMs, também havia a presença de policiais civis no local. Entretanto, nenhum deles comentou a reclamação dos clientes sobre o fato de a segurança só ser reforçada em dias de clássicos do futebol carioca.

Proibidos de utilizar espaço

Os comerciantes estão proibidos de utilizar o espaço público com mesas, cadeiras, caixas de som, banners ou qualquer material que não seja de uso dos moradores. Segundo a coordenadora da operação, Geórgia Seki, da Casa Militar da prefeitura, a ação foi definida pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI) Municipal após pedido do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb).

Falta de Alvará

Três estabelecimentos estão fechados pela falta de alvará de funcionamento. O Rei do Caranguejo não apresentou outras certidões necessárias, como as emitidas pela Semef, Corpo Bombeiros e Vigilância Sanitária. O Monique Drink´s e o Popeye foram autuados por estarem com as cadeiras e mesas em locais inadequados, assim como o lanche Glacial.