Publicidade
Manaus
ÔNIBUS DO MEDO

Outra vez: linha 560 é assaltada e chega a 200 o número de casos registrados em 2017

Até agosto deste ano, linha era a mais cobiçada pelos assaltantes e já contabilizava 80 assaltos. De setembro a outubro, no entanto, segundo o Sinetram, a quantidade de assaltos superou 200 17/10/2017 às 19:56 - Atualizado em 17/10/2017 às 20:17
Show 560
A linha 560 sai do Terminal 4, na Zona Leste, e vai até o terminal da Praça da Matriz, no Centro. Foto: Clóvis Miranda
Lívia Anselmo Manaus (AM)

Na noite da última segunda-feira (17), a linha de ônibus 560, da empresa Integração Transportes Ltda, foi alvo de mais um assalto. Quatro homens entraram no coletivo na Avenida Torquato Tapajós, Zona Norte de Manaus, e anunciaram o assalto que, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) entra para as estatísticas como um dos mais de 200 já registrados nesta mesma linha somente em 2017.

Até agosto deste ano, segundo levantamento feito pelo acritica.com, a linha  era a mais cobiçada pelos assaltantes e já contabilizava 80 assaltos. De setembro a outubro, no entanto, segundo o Sinetram, a quantidade de assaltos superou 200. Isso significa que foram registrados pela empresa cerca de dois casos por dia.

A linha 560 sai do Terminal 4, na Zona Leste, e vai até o terminal da Praça da Matriz, no Centro. A ação começou por volta das 18h30, que é um dos horários de maior fluxo de passageiros tanto para ida até a área central quanto para os bairros da Zona Norte.

Usuária do transporte coletivo, a doméstica Eliete Guimarães, 48, estava no ônibus. Segundo ela, nas proximidades da fábrica Pioneer, na Torquato Tapajós, o quarteto obrigou o motorista do veículo a seguir em direção a estrada do Aeroporto Eduardo Gomes para desviar a rota. “Eles ameaçaram o motorista com uma arma apontada para a cabeça dele. Enquanto um segurava a arma na cabeça do motorista, os outros começaram a pegar as bolsas dos passageiros e fazer o arrastão”.

Quando o motorista chegou nas proximidades do Aeroporto o quarteto desceu do veículo. Segundo ela, eles levaram algumas bolsas dos passageiros, aparelhos de telefones e a renda que estava com o cobrador. “Assim que eles saíram, o motorista retornou para levar uma passageira ao hospital porque ela desmaiou com o nervosismo. Ele nos deixou em uma outra plataforma e quase ninguém foi registrar a queixa porque queria ir para casa”.

O Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP) pelo cobrador da empresa Integração Transportes Ltda, Robson Aguiar. Ele não chegou a informar ou estimar a quantia levada pelos assaltantes. No depoimento Robson disse acreditar que dois dos suspeitos entraram no coletivo no Terminal 4 e o restante em uma das paradas da avenida 7 de maio, no bairro Santa Etelvina.

Dez assaltos por dia

Diariamente, uma média dez assaltos a ônibus são registrados em Manaus. De janeiro a agosto deste ano, os roubos  a coletivos já somavam 2.542 ocorrências.

Conforme apontou acritica.com no mês passado o prejuízo somava R$ 701 mil de janeiro a agosto deste ano.  Dados do Sinetram, mostram que a empresa Integração Transporte, que atende a Zona Norte da capital, foi a empresa mais visada pelos criminosos. Até agosto, apenas esta empresa registrou 648 assaltos, o que causou um prejuízo de quase R$ 211 mil.

A empresa Global, que atende os usuários da Zona Leste da cidade é a segunda do ranking. No mesmo período, a empresa sofreu 462 roubos e acumulou prejuízos de mais de R$ 125 mil. Já a empresa Açaí Transportes, que atende usuários da Zona Oeste e Norte sofreu 337 assaltos, que representam perdas de mais de R$ 67 mil.