Publicidade
Manaus
Manaus

Lixo nas ruas diminui no segundo turno das eleições em Manaus

O resultado surpreendeu até o subsecretário municipal de limpeza pública, Túlio Cáceres. Ele sabia que a sujeira produzida no segundo turno seria menor, por conta da redução de candidatos, mas espantou-se com o fato 30/10/2012 às 08:52
Show 1
No primeiro turno, locais de votação ficaram tomados por 'santinhos'
Nelson Brilhante Manaus, AM

Pelo menos no quesito higiene, o segundo turno das eleições foi mais “tranquilo” em Manaus. Enquanto na primeira fase do pleito a Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) recolheu 37 toneladas de papel, a maioria “santinhos” de candidatos, após a votação do último domingo, a produção nos arredores dos 380 locais de votação coube em apenas quatro sacos, totalizando 60 quilos.

O único lixo recolhido foi um folheto apócrifo contra um candidato. Curiosamente, o material foi jogado somente em frente a cinco igrejas evangélicas.

O resultado surpreendeu até o subsecretário municipal de limpeza pública, Túlio Cáceres. Ele sabia que a sujeira produzida no segundo turno seria menor, considerando a participação de apenas dois candidatos a prefeito e sem nenhum concorrente ao cargo de vereador, mas espantou-se com o fato.

“É claro que o resultado é motivo de comemoração, mas, sinceramente, nos preparamos para bem mais. O povo manauara e os próprios candidatos estão de parabéns pela aula de educação que deram durante o segundo turno”, declarou Cáceres.

Antes da abertura das urnas, às 5h de domingo, entraram em ação 120 garis divididos em dez equipes. Uma hora depois de terminada a votação, entraram em ação mais 200 trabalhadores, que acabaram não tendo muito o que fazer. Tudo foi acondicionado em quatro sacos com capacidade de 100 litros cada.

No primeiro turno, encerrada a votação no domingo, a Semulsp intensificou o trabalho nas paradas de ônibus e imediações dos principais pontos de votação das zonas Oeste, Centro-Oeste, Centro-Sul e Sul. No dia seguinte, foi a vez das zonas Norte e Leste.