Publicidade
Manaus
Manaus

Longe de Manaus, prefeito eleito trabalha para assegurar recursos de emendas parlamentares à execução do plano de governo

Da Câmara Municipal de Manaus, emendas  devem assegurar R$ 38 milhões; da bancada no Congresso, R$ 155 milhões 28/11/2012 às 17:27
Show 1
Artur Neto
Mariana Lima e Antonio Paulo ---

O prefeito eleito de Manaus, Artur Neto (PSDB), orientou vereadores a aprovarem emendas que garantam R$ 38 milhões para os cem primeiros dias de governo e para a construção de creches. As emendas serão feitas na Lei Orçamentária Anual de 2013 (LOA).  Artur pediu ainda que os vereadores aumentem a margem de movimentação orçamentária entre as secretarias municipais.

A LOA 2013 engloba valor orçamentário estimado em R$ 3,5 bilhões. A lei determina o valor estimado que o prefeito terá para manter cada secretaria municipal durante 12 meses.

O vereador Luiz Alberto Carijó (PDT) foi o escolhido por Artur Neto para apresentar as emendas da nova administração municipal à LOA. Carijó é um dos líderes do prefeito Amazonino Mendes (PDT) e presidente da Comissão de Finanças, Economia e Orçamento da Câmara Municipal (CMM). O parlamentar também foi o escolhido para relatar a LOA na Comissão de Finanças da Casa.

Na primeira passagem de Artur Neto pelo comando da Prefeitura de Manaus, Carijó atuou como um dos seus conselheiros na área de finanças. O parlamentar foi escolhido ainda para ser o vereador que faz a ligação dos assuntos orçamentários da comissão de transição dos governos de Artur Neto e Amazonino Mendes com os demais vereadores da CMM.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).