Publicidade
Manaus
Manaus

Loteria de shopping é assaltada e radialista é feito refém

Paulo Guerra ficou sobre a ameaça de um revólver, calibre 38. Segundo informações da assessoria de imprensa do shopping, a administração do local já esclareceu às autoridades competentes, forneceu o vídeo das câmeras de segurança e está à disposição da polícia para colaborar 21/09/2012 às 12:32
Show 1
Homens entraram pelo estacionamento e ameaçaram vigilantes na saída
Bruna Souza Manaus, Am

Dois homens até o momento ainda não identificados entraram na loteria, localizada no Amazonas Shopping, na avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul, fizeram dois clientes reféns. Entre eles o radialista Paulo Guerra e os funcionários do estabelecimento.

De acordo com o depoimento das vítimas, os homens chegaram de “cara limpa” no local, um deles abordou os clientes, ameaçando-os enquanto o outro roubava o malote de dinheiro e o que estava nos caixas de atendimento. Até o fim da manhã desta sexta-feira (21) o gerente da loteria não revelou o total roubado pelos criminosos.

Na saída os homens fugiram correndo, os vigilantes do centro de compras bloquearam as cancelas, mas os ladrões os ameaçaram com a arma apontada para a cabeça e liberam a passagem. As informações preliminares dão conta que eles fugiram em uma motocicleta e comemoram o resultado da ação.

Radialista  

Paulo Guerra afirmou que estava dentro da loteria com um amigo que foi fazer um jogo, por volta das 9h15, quando um homem entrou no local, a atendente fez sinal para o radialista identificando que era um assalto. O suspeito, com cerca de 1.70 de altura, aparentando ter aproximadamente 20 anos, mostrou o revólver, calibre 38 e a todo o momento ameaçava as vítimas.

 “Ele gritava para gente não se mexer e perguntava se queríamos morrer”, destacou o radialista. Antes de sair o assaltante levantou o braço do radialista para conferir a marca do relógio que o mesmo usava e levou junto com o dinheiro da loteria.

Segundo informações da assessoria de imprensa do shopping, a administração do local já esclareceu às autoridades competentes, forneceu o vídeo das câmeras de segurança e está à disposição da polícia para colaborar no que for necessário à resolução do caso. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD).