Publicidade
Manaus
Lula cabo eleitoral

Lula vem a Manaus para a campanha de Vanessa Grazziotin

Roteiro de visitas do ex-presidente começou a ser preparado na quinta-feira e inclui até agora dez capitais 10/08/2012 às 07:35
Show 1
A última vez que Lula esteve em Manaus foi em 2011, na inauguração da ponte
Jornal A Crítica/AE ---

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva virá a Manaus para participar da campanha da candidata Vanessa Grazziotin (PCdoB) à prefeitura da capital amazonense. A informação é do secretário nacional de organização do Partido dos Trabalhadores (PT), Paulo Frateschi. A agenda de Lula começou a ser definida ontem, pela manhã, em reunião entre o ex-presidente, os assessores dele Frateschi, no Instituto Lula, em São Paulo.

 Paulo Frateschi lembrou que, em Manaus, o partido apoia a candidatura de Vanessa Grazziotin. A senadora tem como vice o petista Vital Melo. “Além da candidata, que insiste para Lula ir lá, o governador (Omar Aziz, PSD) que faz parte da nossa frente, também pediu”, disse o secretário.

 Lula deverá visitar dez capitais, além de São Paulo, em apoio às candidaturas do PT e de aliados antes do primeiro turno das eleições de outubro. O partido disputa prefeituras, como cabeça de chapa, em 18 capitais. A maratona de viagens tem início no final deste mês e se estenderá até setembro. Na próxima semana, o ex-presidente vai se dedicar às gravações para o programa eleitoral dos candidatos.

 Lula, que se recupera de um câncer e teve o aval dos médicos para subir em palanques, não vai esperar o fim do julgamento do mensalão em Brasília para pedir publicamente votos para os candidatos petistas.

 “Ele está doido para viajar e quer ir para todos os lugares. Temos de planejar com cuidado para aproveitar a presença dele ao máximo”, disse Frateschi. O desafio, segundo ele, será compatibilizar a agenda dele com a dos candidatos. Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife estão entre os primeiros destinos. A capital de Pernambuco transformou-se em desafio para o PT, depois que o governador e aliado Eduardo Campos (PSB) decidiu lançar candidatura própria alegando demora na definição do nome petista.

 O ex-presidente vê-se na obrigação de apoiar o candidato dele, o ex-ministro Humberto Costa, mesmo causando desagrado a Campos. “Temos de colocar o Lula lá com urgência para dar mais corpo à campanha do Humberto”, disse Frateschi.

 No Nordeste, está definido que Lula vai também a Fortaleza e Salvador. Se houver tempo, vai a outras capitais. A disputa na capital mineira também preocupa Lula, segundo o secretário. “Tínhamos um acordo com o PSB, mas eles romperam. O ex-presidente vai estar ao lado do nosso candidato, Patrus Ananias.”

No Rio, o Estado em que a aliança entre o PT e o PMDB mais deu resultado, Lula vai apoiar a reeleição do prefeito Eduardo Paes (PMDB), candidato do governador Sérgio Cabral (PMDB). “É um processo importante que estamos consolidando e o ex-presidente faz questão de estar lá,” disse Paulo Frateschi. Na Região Sul, Lula pretende visitar Porto Alegre, onde o PT lançou Adão Villaverde à prefeitura.

O apoio de Marina Silva

O candidato do PSOL à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, espera anunciar nas próximas semanas o apoio da ex-senadora Marina Silva (sem partido) à campanha dele. Candidata do PV à Presidência em 2010, ela obteve 1,07 milhão de votos na capital fluminense no primeiro turno, ficando em segundo lugar, com 31,9% dos votos válidos. Sem o apoio formal de partidos, Freixo tem apostado na adesão de artistas, lideranças políticas avulsas e representantes da sociedade civil para tentar enfrentar a aliança de 20 legendas que apoia à reeleição do prefeito Eduardo Paes (PMDB). Mais do que um importante quadro da política nacional, a eventual entrada de Marina Silva na campanha de Freixo pode ajudá-lo no acesso ao eleitorado evangélico.