Publicidade
Manaus
Cotidiano, Meio Ambiente, Conservação, Semmas, APP, áreas verdes, RPPN, Corredores Ecológicos

Mais de 260 áreas verdes já foram identificadas em Manaus

Até o final deste ano a Semmas pretende identificar mais 20 áreas, que serão devidamente sinalizadas com placas, e os moradores do entorno conscientizados sobre a preservação de tais locais 30/10/2012 às 12:10
Show 1
Placas advertem sobre a situação das áreas, que caso sejam alvo de crimes ambientais, os mesmos devem ser denunciados
acritica.com Manaus

Um total de 130 placas de sinalização de áreas verdes e de Áreas de Preservação Permanente (APP) foram instaladas ao longo deste ano em Manaus, pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). Somada as demais placas instaladas nos últimos três anos, o órgão identificou 261 áreas verdes e APPs na capital.

O trabalho é desenvolvido pelo Departamento de Gestão Territorial e Ambiental (DEGTA), da Semmas, por meio da Divisão de Zoneamento Ambiental, que realizou o mapeamento georreferenciado de todas as 653 áreas verdes da cidade.

A intenção da secretaria é até o final do ano identificar pelo menos mais 20 áreas, totalizando 150 placas instaladas ao longo deste ano. Além de sinalizar com placas, os técnicos do departamento percorrem as ruas do bairro e distribuem folderes aos moradores do entorno, informando sobre os conceitos de área verde e APP, além do Disque Linha Verde da Semmas (08000-92-2000) para denúncias de possíveis crimes ambientais praticados nesses locais.

As áreas verdes e APPs são espaços territorialmente protegidos que estão sempre em condição de vulnerabilidade em relação à ação de invasores.

De acordo com o diretor do DEGTA, Olivaldo Patrício Macedo da Costa, a identificação desses espaços é importante à medida em que os próprios moradores passam a ser os fiscalizadores desses territórios protegidos.

Atualmente, o departamento trabalha na atualização de 201 loteamentos habitacionais que possuem áreas verdes, algumas intactas e outras antropizadas (que já sofreram com a ação do homem).

O mapeamento será o último passo para a elaboração do Atlas Ambiental de Manaus, que identificará todas as unidades de conservação municipais, entre Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), parques, reservas, corredores ecológicos e áreas verdes.