Publicidade
Manaus
Cotidiano, Procissão, Corpus Christi, Trafego, Trânsito, cheia, rio Negro, Centro, Arquidiocese de Manaus

Mais de 70 mil fiéis prestigiam a procissão de Corpus Christi, em Manaus

Em virtude do nível do rio Negro, que tomou conta de alguns trechos do Centro, o trajeto da procissão precisou ser alterado este ano 07/06/2012 às 20:57
Show 1
Fiéis acompanharam o cortejo, que neste ano teve alterações, devido o nível do rio Negro
Maria Derzi e Síntia Maciel Manaus

Aproximadamente 70 mil fiéis – de acordo com as estimativas da Polícia Militar – participaram nesta quinta-feira (7) à tarde da procissão de “Corpus Christi”, que neste ano, em virtude da cheia do rio Negro, cujo nível da água comprometeu o fluxo de veículos e pessoas em alguns trechos do Centro de Manaus, teve o trajeto alterado.

A procissão, que teve início às 16h30 saiu da Catedral de Nossa Senhora da Conceição – a Catedral Metropolitana de Manaus -, atravessou a avenida Sete de Setembro, entrando em seguida pela rua Joaquim Sarmento, dobrando à direita na rua José Clemente, depois descendo a avenida Eduardo Ribeiro até o palco, que foi armado em frente à loja Riachuelo, onde foi celebrada uma missa campal.

Primeira celebração realizada pelos católicos após a Páscoa, a procissão de Corpus Christi celebra o Sacramento da Eucaristia, que simboliza o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo.   

À frente do cortejo esteve o arcebispo de Manaus, Dom Luiz Soares Vieira, que juntamente com o bispo auxiliar de Manaus, Dom Mário Pasqualotto celebraram a Santa Missa.

Durante a procissão as hóstias consagradas são levadas dentro do Santíssimo – um ostensório.

Representantes das 52 paróquias e 21 áreas missionárias de Manaus participaram tanto da procissão da celebração quanto da celebração da missa campal.  

Trajeto
No trajeto oficial da procissão, o cortejo segue da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, percorrendo as avenidas Sete de Setembro e Joaquim Nabuco, em seguida entra na rua Dez de Julho onde geralmente na Igreja de São Sebastião é feita uma acolhida ao Santíssimo, com o toque de sinos e fogos.

Em seguida a procissão segue para a avenida Eduardo Ribeiro, onde é realizada a missa.