Publicidade
Manaus
Manaus

Mais um integrantes da família Souza entra para o cenário político em Manaus

Deputado Carlos Souza afirma que ainda vai definir em que palanque vai subir e anuncia candidatura da irmã Marlúcia Souza à CMM 14/06/2012 às 09:19
Show 1
Ex-secretária municipal Marlúcia é a nova aposta dos Souza este ano
ROSIENE CARVALHO Manaus

Dois anos após a morte do deputado cassado Wallace Souza, a família vai lançar nas eleições deste ano um novo nome na política: Marlúcia Souza, irmã do deputado, vai concorrer a uma das 41 vagas da Câmara Municipal de Manaus (CMM) pelo PHS, partido do ex-deputado estadual Liberman Moreno, pré-candidato a prefeito de Iranduba. O clã já conta com dois mandatos: o do deputado estadual Fausto Souza, ex-vereador, e do deputado federal Carlos Souza, ambos do PSD.

A confirmação da pré-candidatura foi feita pelo deputado Carlos Souza. A candidatura de Marlúcia Souza, segundo avaliação do deputado federal, ocorre este ano porque a irmã está madura para a disputa. “Eu tenho maior prazer de dizer que a minha irmã, Marlúcia Souza, será candidata. Eu a conheço muito bem, sei da índole dela e Manaus conhece o trabalho da Marlúcia. Tenho muito orgulho, fiquei feliz com a disposição dela”, declarou o parlamentar.

Substituindo

Carlos Souza negou que um dos filhos do ex-deputado Wallace Souza também dispute o pleito deste ano. “Não, isso foi uma brincadeira. Ninguém pode fazer da política uma coisa familiar. Já temos eu e o meu irmão (Fausto Souza), que está substituindo meu irmão falecido na Assembleia”, declarou.

Os irmãos Souza entraram na vida política do Estado em 1997 e desde lá viraram fenômeno de votos nas urnas. Wallace Souza foi o deputado estadual mais votado do Amazonas por dois pleitos consecutivos. Com Carlos Souza não foi diferente, trocou uma vaga na Câmara Municipal de Manaus por uma na Câmara Federal, em 2006.

Em 2008, Carlos Souza renunciou ao mandato de deputado para entrar de cabeça na campanha pela Prefeitura Municipal de Manaus (PMM), na qual disputou como vice de Amazonino Mendes (PDT). Mas, a partir de 2009, a vida pessoal e política dos irmãos Souza sofreu reveses. Começou com a cassação do deputado Wallace Souza, a prisão do filho dele Raphael Souza e o avanço da doença que levou o deputado à morte em julho de 2010.

Carlos Souza era vice-prefeito, mas como político na administração municipal vivia numa espécie de limbo. Após a morte do irmão, renunciou ao cargo de vice-prefeito e foi para a disputa pelo cargo de deputado federal e venceu com a segunda maior votação: 112.393 votos.

“É. Deus me levantou de tanto sofrimento e disse: 'vai para a luta, porque é teu destino'. E eu gosto do que faço. Eu trabalho muito. Nas comissões que atuo, tenho desempenho forte para mostrar que sou grato a Deus e ao povo que me elegeu”, declarou.

Carlos Souza disse que ainda não sabe no palanque de qual candidato vai subir para o cargo majoritário, mas a irmã Marlúcia já tem o apoio garantido.

 Nomes do PSD no interior

O deputado federal Carlos Souza demonstrou estar mais animado com a disputa no interior do Estado. Ele disse que está decidido a visitar 40 municípios do interior para dar apoio aos candidatos do PSD.

“Eu quero correr 40 municípios, pelo menos nesta eleição”, declarou Carlos Souza.

Ele adiantou alguns nomes do PSD que devem estar nas urnas do interior este ano. Em Itacoatiara, o candidato do PSD do governador Omar Aziz será o ex-prefeito Mamoud Amed. No Município de Urucará o candidato do PSD será “Felipe Cabeça Branca”. No Município de Novo Airão, o candidato é o atual prefeito Leosvaldo Migueis. Em Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça. “Em Coari é uma grande incógnita”, disse.

 À espera da decisão de Omar

Peça importante nas eleições municipais de 2008, o deputado federal Carlos Souza (PSD) declarou, que este ano, em Manaus, só vai subir no palanque que o governador Omar Aziz (PSD) indicar. Carlos Souza evitou, na entrevista a A CRÍTICA, comentar a possibilidade da colega de parlamento Rebecca Garcia (PP) ser o nome indicado pelo grupo liderado por Omar.

“Quem sou eu para dar diagnóstico de capacidade de qualquer um dos nossos colegas? Se for ela a indicada, claro que apoio”, declarou.

Embora diga que não guarda mágoas do prefeito Amazonino Mendes (PDT), o deputado Carlos Souza disse ter muita decepção quando lembra do pleito de 2008.

Há quatro anos, Carlos Souza renunciou a um mandato de deputado federal para apoiar Amazonino na disputa pela Prefeitura de Manaus. O deputado campeão de votos foi colocado como vice na chapa.

“Não tenho nenhuma mágoa ou rancor do prefeito Amazonino Mendes. As coisas não aconteceram como havíamos previsto. Sou um político muito dinâmico. Gosto de trabalhar e nenhum vice tem prerrogativa de mando”, declarou.