Publicidade
Manaus
Após chuvoso 5 de setembro

Manauaras aproveitam a véspera de feriado na praia da Ponta Negra

Feriado permitiu a famílias e turistas a assistir ao desfile naval da Marinha e aproveitar o resto do dia para se divertir no complexo. Arsam estima que 15 mil pessoas devem deixar a capital de ônibus 06/09/2017 às 19:23
Show ponta negra
Praia da Ponta Negra foi a escolha de famílias nesta quarta-feira (6) (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Alik Menezes Manaus (AM)

Após um chuvoso feriado de elevação do Amazonas a categoria de Província, amazonenses aproveitam a véspera de 7 de Setembro na Praia da Ponta Negra, em plena quarta-feira. O feriadão permitiu a famílias e turistas assistir ao desfile naval da Marinha na manhã desta quarta-feira (6) e aproveitar o resto do dia para se divertir no complexo turístico, com direito a piquenique na areia.

Moradora do bairro Coroado, na Zona Leste da cidade, a dona de casa Elane Ferreira, 34, reuniu a família e saiu de casa logo cedo com destino à praia da Ponta Negra, na Zona Oeste da capital. “É um passeio que sempre fazemos, mas ter a oportunidade de antecipar o domingo para o meio da semana não tem preço. Marcamos logo no início da semana”, disse.

O grupo de dez pessoas, entre mãe, filhos, genro e sobrinho, estava animado e surpreso com a quantidade de pessoas na praia. “Imaginei que teria bem menos pessoas, pois hoje (quarta) muitas pessoas ainda trabalham, mas estamos curtindo bastante. Só em ver a felicidade das crianças a gente já fica contente”.

Banho no rio, brincadeiras na praia e almoço “estilo cardápio de domingo”. A dona de casa contou que acordou cedo para  assar um frango, fazer a farofa e o baião de dois: além de comer um alimento preparado por ela mesma, ainda optou por economizar. “O grande barato para mim é vir para cá, tomar banho com meus filhos, brincar com meus irmão e comer junto, aqui mesmo, na praia. Acordei cedo, preparei nosso almoço e acordei todo mundo. Vamos aproveitar cada minuto, só vamos embora no fim da tarde”, contou.

Férias

A advogada Thais Moura, 37, natural do Estado do Pará, escolheu o Amazonas para passar as férias. Ela veio com dois filhos e o marido e foram, ontem, pela primeira vez ao famoso cartão postal de Manaus, a Praia da Ponta Negra.

Thais contou que estava gostando do passeio e se encantou com as belezas naturais do Amazonas. Ela desembarcou em Manaus na segunda-feira e fica até amanhã. “Estamos adorando tudo, não conhecíamos e vamos aproveitar cada minuto. Vamos passar só cinco dias, mas têm sido momentos felizes em família, descobrindo e conhecendo novas pessoas”, revelou.

Folga

O industriário Emerson Hebert da Silva da Gama, 29, aproveitou a folga do trabalho para pegar uma praia e passar o dia com amigos no complexo turístico da Ponta Negra.  “A gente passa a semana trabalhando e estudando, quando aparece um feriadão como esse a gente aproveita. Cheguei muito cedo para ver o desfile e me programei para voltar para casa só à noite”.

Mais de 15 mil devem viajar de ônibus

Segundo estimativa da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos (Arsam), mais de 15 mil pessoas devem deixar a capital amazonense com destino às cidades que fazem parte da Região Metropolitana de Manaus para aproveitar o feriadão  prolongado e são atendidos pelas linhas intermunicipais.

 Um dos destinos mais procurados é Itacoatiara, onde acontece, de ontem até sábado, o Festival Internacional da Canção de Itacoatiara (Fecani).

Cerca de 52 horários diários de saídas são disponibilizados diariamente na Rodoviária Huascar de Angelim, que fica localizada no bairro de Flores, Zona Norte da capital.

Em virtude do feriado prolongado, a Arsam informou que reforçou a fiscalização. Segundo a agência, estão sendo fiscalizados  o cumprimento de horários e gratuidades garantidas por lei, a lotação de passageiros e os itens obrigatórios de segurança dos veículos, que devem ser obedecidos por usuários e condutores.

É proibido o transporte de passageiros em pé e, por isso, os ônibus intermunicipais passarão por duas vistorias: na rodoviária e na Ponte Rio Negro. “Todos os passageiros devem ser transportados sentados e isso será verificado durante toda a operação”, declarou o Diretor-presidente da Arsam, Fábio Alho.