Publicidade
Manaus
ABASTECIMENTO

Arsam dá 15 dias para Manaus Ambiental regularizar serviço de água no Igarapé do 40

Agência Reguladora também solicitou que a concessionária interrompa a cobrança de água dos moradores até que o serviço seja regularizado 16/10/2017 às 16:30 - Atualizado em 16/10/2017 às 17:22
Show 1
Irregularidade foi constatada no último sábado (14) após visita de técnicos da Agência Reguladora. (Foto: Divulgação/ARSAM)
acritica.com Manaus (AM)

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam) deu um prazo de, no máximo, 15 dias para a Manaus Ambiental regularizar o fornecimento de água para a comunidade do Igarapé do 40, no bairro Crespo, zona sul de Manaus. O prazo começou a contar a partir desta segunda-feira (16). 

No último sábado, 14 de outubro, técnicos da Arsam estiveram no local e constataram a irregularidade no serviço prestado pela Manaus Ambiental. Segundo a agência,  há moradores que pagam suas contas, mas não têm acesso à agua. Por isso, o órgão notificou a concessionária para que apresente um projeto para regularizar o serviço.

A Arsam também solicitou da Manaus Ambiental que interrompa a cobrança do fornecimento de água dos moradores até que o serviço seja completamente regularizado.

O engenheiro da Arsam, Jorge Caresto, acompanhou o trabalho de fiscalização e enfatizou a gravidade da ocorrência. Ele disse que as tubulações não estão adequadas. “A rede está irregular. É por isso que, muitas vezes, a água chega em pouca quantidade ou falta nas torneiras”, explicou.

O diretor-presidente da Arsam, coronel Walter Cruz, assegurou que o órgão irá fiscalizar para que os prazos sejam cumpridos e para que a população não sofra mais riscos dessa natureza. Ao término do prazo, caso a concessionária não cumpra o que foi socilitado, a Arsam irá refazer a notificação e pode estipular uma multa por descumprimento, conforme informou a assessoria do órgão. 

*Com informações da assessoria