Publicidade
Manaus
Manaus

Manaus sediará 1º treinamento em diagnóstico e risco de queda de árvores nesta segunda (16)

O treinamento será realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), órgão especializado em pesquisas que envolvem tecnologias nas áreas de física, matemática, geologia, engenharia, entre outras 15/04/2012 às 20:09
Show 1
Além de promover o intercâmbio entre instituições, o curso tem como finalidade qualificar a mão de obra de técnicos que trabalham com arborização urbana de órgãos da Prefeitura como de outras instituições, a exemplo do Corpo de Bombeiros, Amazonas Energia e terceirizadas que lidam com a questão da arborização urbana
Acritica.com Manaus

Funcionários da Secretaria Municipal de meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) receberão nesta segunda (16), o I Treinamento em Diagnóstico e Análise de Risco de Queda de Árvores.

O treinamento será realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), órgão especializado em pesquisas que envolvem tecnologias nas áreas de física, matemática, geologia, engenharia, entre outras.

Além de promover o intercâmbio entre instituições, o curso tem como finalidade qualificar a mão de obra de técnicos que trabalham com arborização urbana de órgãos da Prefeitura como de outras instituições, a exemplo do Corpo de Bombeiros, Amazonas Energia e terceirizadas que lidam com a questão da arborização urbana.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Marcelo Dutra, explica que a realização do curso faz parte de uma das metas do Programa Manaus Mais Verde, que é a de formação técnica da equipe de trabalho da arborização da cidade. Outra capacitação foi realizada pela Semmas em 2011, no I Encontro da Regional Norte da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, onde foram abordados temas como técnicas de escalada e manutenção de árvores, produção de mudas para arborização e transplante de árvores.

O secretário ressalta que desta vez o treinamento visa capacitar os técnicos na tomada de decisão em relação às condições da árvore, o seu estado de biodeterioração e quais os riscos reais dela vir ou não a cair.

O curso vai durar cinco dias, desta segunda (16) até sexta-feira (20), no auditório do Parque Municipal do Mindu, com carga horária total de 40 horas. O número de participantes é limitado a 40 pessoas, por conta das aulas práticas. As aulas serão ministradas pelo pesquisadores do IPT Sérgio Brasolin e Vinicius Pacheco.

Foram convidadas também a participar do treinamento com representantes as instituições públicas que trabalham com a questões afetas ao manejo da arborização na cidade, a exemplo do Ministério Púbico Estadual (MPE), Vara Especializada em Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaqa), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) e Ministério Público Federal (MPF). O curso terá início às 8h30.