Publicidade
Manaus
Cotidiano, Educação, Seduc, EAD, Universidade Aberta do Brasil, Rossieli Soares

Manaus terá polo de atividades da Universidade Aberta do Brasil

Anúncio foi feito pelao secretário de Estado de Educação, Rossieli Soare, que também informou que o órgão atuará como mantenedor da UAB, na capital  29/10/2012 às 17:05
Show 1
De acordo com o secretário Rossieli Soares, sistema da UAB irá proporcionar formação aos professores da capital
acritica.com Manaus

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) atuará como órgão mantenedor da Universidade Aberta do Brasil (UAB), que terá um pólo específico na cidade de Manaus. O anúncio foi feito pelo titular da Seduc, Rossieli Soares da Silva, durante reunião com representantes do Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente do Amazonas.

Atuando no Estado com pólos nos municípios de Boca do Acre, Eirunepé, Manicoré, Itacoatiara, Tabatinga, Parintins e São Paulo de Olivença, o sistema “Universidade Aberta do Brasil” oferece cursos em nível superior, sobretudo direcionados a professores da educação básica, por meio do uso da metodologia da educação à distância. Nestes sete municípios onde o sistema já atua, ele tem como instituição mantenedora a Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

“Muitas oportunidades no campo da formação são oferecidas aos professores do interior por meio da Universidade Aberta do Brasil e queremos trazer benefícios também aos docentes da rede pública que atuam na capital. Passaremos a atuar como órgão mantenedor do sistema no pólo Manaus e trabalharemos em conjunto com as universidades na viabilização de cursos para nossos educadores”, afirmou o titular da Seduc.

Conforme uma das representantes da Seduc no Fórum e diretora do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta, Regina Marieta Chagas, para o pólo de Manaus estão previstos, inicialmente, cursos para os professores das áreas de Matemática, Química, Física e Biologia.

UAB
Instituído pelo Governo Federal em 2006, o sistema Universidade Aberta do Brasil está vinculado à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e atua com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no país na modalidade de educação a distância.

O sistema incentiva a colaboração entre a União e os entes federativos e estimula a criação de centros de formação permanentes por meio dos pólos de apoio presencial em localidades estratégicas.