Publicidade
Manaus
Manaus

Manobra assegura manter privilégio de auxílio-paletó no AM

Vereadores alegaram falta de tempo para votar o fim do 14º salário. O projeto entrou em tramitação na Casa no dia 12 de abril, mas não chegou a ser votado 20/12/2012 às 08:27
Show 1
Vereador Mário Frota afirma que vai reapresentar proposta em 2013
acritica.com ---

Uma reunião a portas fechadas com a participação dos vereadores líderes decidiu retirar de tramitação o projeto que extinguia o auxílio-paletó.  A informação é do presidente interino da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Massami Miki (PSL). A manobra garantiu aos 41 novos vereadores receberem, em janeiro, R$ 15 mil a mais em suas contas bancárias

O projeto entrou em tramitação na Casa no dia 12 de abril, mas não chegou a ser votado. O autor do projeto, vereador Mário Frota (PSDB) chegou a acusar o presidente da CMM, Isaac Tayah (PSD), de ter engavetado e atrasado a votação. O assunto foi bandeira de campanha eleitoral de Frota.

A reunião entre líderes ocorreu em uma das salas da CMM nesta quarta-feira (19) pela manhã, segundo Massami Miki. “Chegamos a um entendimento que não daria mais tempo para votar e decidimos tirar de pauta. O vereador Mário Frota já afirmou que este será o primeiro projeto que ele apresentará ano que vem”, disse Massami.

Mário Frota atribuiu a não-votação ao pedido de vistas para apresentação de emendas feito pelo vereador Dr. Gomes no dia 5 deste mês. À época o parlamentar desejava modificar o projeto de lei exigindo que os parlamentares devolvessem os valores recebidos por meio do auxílio nos últimos quatro anos. A medida foi considerado inconstitucional pela Procuradoria da Câmara Municipal.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).