Publicidade
Manaus
CENTRO-SUL

Médica é sequestrada em estacionamento de supermercado na Djalma

Vítima disse que foi abordada por homem armado no local; supermercado afirma que prestou assistência e que estacionamento pertence à outra empresa 01/12/2017 às 20:31 - Atualizado em 02/12/2017 às 15:51
Show djalma acritica
Foto: Arquivo AC
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Uma médica de 27 anos foi sequestrada por um criminoso armado na noite de quinta-feira (30) após ser abordada em um estacionamento de um hipermercado na avenida Djalma Batista, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul. Ela publicou em seu Facebook na tarde desta sexta-feira (1°) sobre o ocorrido. 

“Vou ser breve! Ontem fui assaltada e sequestrada no estacionamento do Pátio Gourmet, por volta das 18h. Estou bem fisicamente e muito abalada psicologicamente, mas Deus é maior que tudo”, disse ela em sua página pessoal, finalizando no texto que seu veículo, modelo Ford Fiesta, de cor prata, havia sido levado pelo criminoso.

Uma pessoa próxima da médica, que preferiu manter o nome em sigilo, revelou que ela ficou mantida em cárcere privado por ao menos 40 minutos e sob a mira de uma arma de fogo.  O criminoso entrou no veículo e obrigou, sob ameaças de morte, a médica a dirigir até o bairro São Francisco, Zona Sul, onde foi liberada.

Carro encontrado

Conforme consta no Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), o carro foi encontrado na tarde de ontem na comunidade da Carbrás, no  Tarumã, Zona Oeste. A reportagem tentou entrar em contato com a médica, mas a mesma não se encontrava em Manaus.

O caso é investigado pela Derfv, conforme o delegado titular Rafael Allemand. Segundo ele, a vítima ainda não foi ouvida e as imagens do circuito interno já foram solicitadas para ajudar na investigação, que deve ter início na segunda-feira (4).

Posicionamento

O gerente do hipermecado, Marcus Pompeu, esclareceu que o estacionamento não pertence ao estabelecimento e que, após o crime, a vítima procurou o estabelecimento e todos os procedimentos cabíveis foram tomados.

“Fomos solidários com a situação, demos auxílio de imediato a ela, que nos procurou e tudo foi comunicado ao proprietário. O estacionamento pertence à empresa SN Park Service, que é independente do estabelecimento”, afirmou.

Publicidade
Publicidade