Publicidade
Manaus
Manaus

Menos da metade das mães amazonenses amamentam com normalidade

Semana do Aleitamento Materno busca doações de leite humano, pois 54% das mães não conseguem amamentar bebês de até 6 meses 02/08/2012 às 08:41
Show 1
A sensibilização das mães nas maternidades é uma das ações programadas
Milton de Oliveira Manaus (AM)

Apenas 46% das mulheres do Amazonas conseguem amamentar com normalidade as crianças de até seis meses de idade. Em muitos casos, o impedimento é devido a doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids. Diante do problema, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou, nesta quarta-feira (1/8), a Semana Mundial de Aleitamento Materno, que se estende até o dia 7, com campanhas de estímulo à doação do leite materno nas maternidades e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

De acordo com a coordenadora das ações em aleitamento materno da Semsa, Ivone Amazonas, as mães que produzem leite em excesso devem procurar orientação nos postos de saúde para doação. “As mães que não puderem ir à unidade de saúde podem ligar, que uma equipe irá até a casa da doadora”, disse.

Ainda segundo Ivone, o leite materno coletado vai atender os bebês prematuros que estão nas unidades de tratamentos intensivos (UTI) das maternidades. “Esses bebês precisam do leite humano, que, antes de ser dado aos bebês, passa por análises detalhadas”, explicou, acrescentando que o leite materno reduz o risco de doenças como diarréias e pneumonias.

Segundo o setor de Saúde da Criança e do Adolescente da Semsa, em 1999, 24,4% dos bebês de até quatro meses de vida eram amamentados com leite materno. Em 2011, o índice subiu para 48,5%, mas entre as crianças de até seis meses. Já entre as crianças de 12 a 15 meses, o índice foi de 63,4%.

Coleta

Os postos de coleta de leite materno estão distribuídos nas quatro zonas da cidade. No bairro São José, Zona Leste, a maternidade Ana Braga e a UBS José Amazonas Palhano, são pontos de coleta.

No bairro da Compensa, Zona Oeste, a maternidade Dr. Moura Tapajóz funciona 24 horas para atender às mães. Na Zona Norte, a maternidade Azilda Marreiro e a UBS Armando Mendes são postos de coleta. E, na Zona Sul, as doações podem ser feitas no Banco Leite Humano (BLH) Fezinha Anzoategui, em Adrianópolis, e na UBS do São Francisco.