Publicidade
Manaus
Manaus

Militares que participaram de missão de resgate de sequestrados das Farc chegam a Manaus

Um grupo de vinte militares do Exército Brasileiro chegou a cidade no fim da tarde desta quinta-feira (5) 05/04/2012 às 20:51
Show 1
O grupo de 20 militares participou de ação humanitária na Colombia
Ana Paula Sena Manaus

Os vinte militares do Exército Brasileiro que participaram da missão humanitária de resgate de dez colombianos sequestrados, há mais de doze anos, pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, chegaram as Manaus às 16h desta quinta-feira (5), no quartel do Comando Militar da Amazônia (CMA).

Após a chegada dos tripulantes, o chefe de operações do CMA, coronel Franklimberg Ribeiro, agradeceu aos tripulantes e aos três membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). “O Exército Brasileiro tem orgulho da equipe competente que temos, pois esta é quarta missão desse tipo que realizamos e em todas tivemos êxito”, enfatizou.

Os reféns foram resgatados na tarde da última segunda-feira (2) em uma região ribeirinha na selva colombiana, por meio de um helicóptero Cougar do 4º Batalhão de Aviação do Exército (BAvEX), sediado em Manaus.

Segundo o Comandante da Operação, tenente coronel Carlos Aguiar, ao chegar no local do resgate a tripulação ainda precisou esperar aproximadamente quatros pela chegada dos reféns. “O único momento tenso na operação foi essa espera, pois é a primeira vez que esse tipo de situação acontece, mas com o trabalho em equipe obtivemos sucesso”, relatou.

O médico da Cruz Vermelha, Alain Vuilleumier, contou que todos os reféns estavam muito  emocionados e apresentavam boa integridade fisica. “Eles não apresentavam nenhum tipo de lesão ou doença. Foi um resgate emocionante, eles choraram muito, principalmente quando nos aproximamos da cidade”, disse.

Para realizar a missão o Exército Brasileiro utilizou duas aeronaves que partiram do municipio de São Gabriel da Cachoeira, na manhã do último domingo,  com destino à cidade colombiana Villavicencio, localizada a 95 km a Sudeste de Bogotá. Lá  foram realizadas as reuniões de coordenação para o resgate, mantidos os militares de apoio, os equipamentos de reserva e para onde os reféns foram transferidos.

Familiares dos tripulantes também se emocionaram com a chegada deles em Manaus. A professora Kivia Aguiar, 37, esposa do comandante da operação tenente coronel Aguiar, afirma que está orgulhosa do marido. “Apesar de ele já trabalhar há mais de 20 anos no Exército eu sempre fico emocionada quando ele retorna para casa”, disse.

Sobre outros possíveis resgates de reféns, o coronel Franklimberg Ribeiro afirma que irá aguardar ordens do governo. “Ainda não há  missão programada, mas estamos a disposição e capacitados para isso”, afirmou.