Publicidade
Manaus
Manaus

Moradores de áreas de risco interditam ruas na Zona Oeste de Manaus

A manifestação começou ainda pela manhã desta sexta-feira (27) tendo fim somente no início da noite 27/04/2012 às 21:06
Show 1
A manifestação interditou as duas pistas da ponte Senador Fabio Lucena
Ana Paula Sena e Mariana Lima Manaus

Moradores das áreas de risco interditaram as duas vias da Ponte Senador Fabio Lucena, no bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus, e atearam fogo em colchões durante manifestação que teve início na manhã desta sexta-feira (27) se intensificando até o fim da tarde. A manifestação foi marcada por briga e confusão.

Quando o Corpo de Bombeiros chegou para apagar as chamas, alguns moradores atiraram pedras no bombeiro Francisco Cavalcante, que não se machucou devidos os equipamentos de segurança que utilizava. “Fui atingido por três pedras e isso não se faz! Estou apenas fazendo o meu trabalho”, desabafou.

Equipes da Rocam e Tático Móvel da Policia Militar, que estavam no local, acalmaram a multidão que gritava a todo o momento para os policiais e bombeiros irem embora.

Durante a confusão, uma menina de 14 anos também foi agredida, segundo ela, por um policial.

Os moradores reivindicam soluções de autoridades e a presença da Defesa Civil para ceder madeiras aos moradores das áreas mais afetadas, além de recursos financeiros.

A Defesa Civil do Município tenta negociar com líderes de comunidades para evitar novos manifestos. De acordo com subsecretário da Defesa Civil Municípal, coronel Ary Renato, as pessoas afetadas com os alagamentos querem sair imediatamente do local, mas o que a Defesa Civil pode fazer, no momento, é promover melhorias nos locais de risco.