Publicidade
Manaus
Manaus

Moradores e empresários de Manaus compram cimento para tapar buracos do Polo Industrial

A falta de infraestrutura no Distrito Industrial de Manaus é alvo de críticas e mobiliza empresários, industriários e moradores da área 21/03/2012 às 10:32
Show 1
Buracos tomam conta das vias do Distrito Industrial de Manaus
Evelyn Souza/ Leandro Tapajós Manaus

Moradores do Distrito Industrial de Manaus e pessoas que trabalham na área estão indignados com os buracos das ruas do bairro, na Zona Leste de Manaus. Eles se mobilizam para arrecadar cimento e tapar os buracos que prejudicam o tráfego de veículos no local, no próximo sábado (24). O problema não é novidade e motivou outras manifestações.

O empresário Angel Martinez, 33, que trabalha em uma empresa localizada próximo ao Distrito Industrial, passa pelo local todos os dias e teme pela segurança dele e também das outras pessoas que transitam pela Avenida Buriti, onde, segundo ele, a situação é mais crítica.

“Tem certos trechos em que a situação está insustentável, e temo pela segurança quando vou pelo Distrito. Já vi vários acidentes na rua envolvendo motociclistas quem ‘caíram’ nos buracos. Quando chove a situação fica pior, pois a gente nunca sabe quando pode cair em um daqueles buracos enormes”, ressaltou.

Manifestação

Angel informou que tem pedido ajuda de empresários, políticos, moradores, para que juntos eles possam fazer algo em melhoria das vias do bairro.

“Aqui comigo eu já tenho cimento e areia. Estou pedindo a colaboração de amigos empresários para a doação de material. Vamos nos reunir para, nós mesmos tapar esses buracos. Uma ação já foi feita, quando algumas pessoas pintaram os buracos, mas que não deu muito certo. Agora vamos ser mais radicais, pois a situação está muito feia”, disse.

Os buracos incomodam os motoristas, mas os problemas de infraestrutura atingem também os pedestres. A falta de calçadas e a quantidade de mato no acostamento e meio fio impede o trânsito de pedestres. Além disso, alguns pontos de ônibus não possuem cobertura ou assentos.

“O Distrito está um verdadeiro caos, falta cuidado e sobram transtornos para as pessoas que moram e trabalham aqui”, disse uma moradora de um residencial na avenida Buriti, que preferiu não se identificar.   

 

As doações de sacas de cimento podem ser deixadas na portaria do Residencial Eliza Miranda, a partir das 8h do próximo sábado (24), ou entregues aos organizadores do manifesto, que podem ser contatados pelos celulares (92)9128-8899 e (92)8423-2195.  

SUFRAMA

Em nota, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), informou que “esse é um problema real que tem sido tratado de forma prioritária pela direção da SUFRAMA que compartilha com a Sociedade as mesmas preocupações com os danos e inconvenientes causados a pessoas e empresas pelas más condições de trafegabilidade naquela área da cidade, tão vital ao Polo Industrial de Manaus e a inúmeras famílias”.

A nota divulgada à imprensa cita ainda que a manutenção dos buracos é uma questão ainda aberta.

“Ocorre, no entanto, que a noção corrente de que a manutenção e recuperação daquelas vias sejam de responsabilidade da SUFRAMA tem sido objeto de contestação de órgãos de controle que entendem que, após a SUFRAMA dotar os lotes de infraestrutura e proceder o registro de loteamento, ‘passam a integrar o domínio do município as vias e praças, os espaços livres e as áreas destinadas a edifícios públicos e outros espaços urbanos’ (cf. Compromisso de Ajuste de Conduta 001/2008). A questão inclusive transbordou para a área judiciária, com imposição de responsabilidade dos gestores, estando ainda sem resolução final”.