Publicidade
Manaus
Manaus

Moradores e motoristas encaram lama e buraco em avenida sem asfalto de Manaus

Avenida de nome bonito com alusão a divindade nunca recebeu asfalto e moradores de rua com nome de santo ‘clamam’ por milagre da Seminf 14/02/2014 às 10:10
Show 1
Na rua São Benedito, este buraco virou dor de cabeça constante para comerciantes, que perdem clientes por causa dele
Carolina Silva ---

A falta de asfalto há anos tem deixado os moradores da avenida Uirapuru, bairro Cidade de Deus, Zona Norte, literalmente na lama. No inverno amazônico, quando chove bastante, o trecho da pista que nunca recebeu pavimentação complica o tráfego de veículos e causa a queda de pedestres por causa das condições precárias.

Devido as constantes chuvas nos últimos dias, por exemplo, os moradores têm enfrentado com mais temor o problema. Todos os dias há registros de pessoas que escorregam ao passar pelo trecho da pista que fica tomado pela lama.

Ontem mesmo, durante a reportagem, uma adolescente que andava devagar pelo lamaçal acabou escorregando. Felizmente ela não se machucou com a queda. Os moradores contam que nem todos conseguem enfrentar a situação sem sofrer ferimentos leves, pois passar pelo trecho é mesmo perigoso.

“Em período de chuva, a cada dia que passa a situação dessa parte da avenida piora e ninguém toma providência. Quando as chuvas param surge outro problema, que é a poeira desse barro todo que é levado pelo vento para dentro dos imóveis”, relatou o morador Sebastião Moreira, 41.

Para os motoristas o trecho da avenida também é um perigo. “Se não tiver cuidado é arriscado o veículo derrapar e causar algum acidente. Pode atingir o muro de algum imóvel ou mesmo atropelar alguém que estiver passando no momento”, reclamou o vigilante Aldecir Cardoso, 39.

Os moradores vão ter que esperar a chuva dar uma trégua para não correrem mais o risco de escorregarem e também para verem o trecho da via ser, finalmente, asfaltado. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), “está na programação emergencial para que seja feito o recapeamento total da via que tem mais de 1 quilômetro, assim que as condições climáticas melhorarem”.

Buraco

No mesmo bairro, na rua São Benedito, o comerciante Raimundo Oliveira, 40, há pelo menos sete anos convive com um buraco que se abriu perto do seu estabelecimento. Segundo ele, desde a gestão passada ele tem levado a situação ao Distrito de Obras do bairro e até hoje nenhuma providência foi tomada.

“A última vez que essa via recebeu reparos foi na gestão do ex-prefeito Serafim Corrêa. De lá pra cá, não houve mais qualquer tipo de intervenção em sua infraestrutura. O buraco surgiu e até hoje permanece. Fui ao menos duas vezes no Distrito de Obras na gestão passada e mais duas nessa atual gestão e ainda aguardo a solução do problema”, desabafou o comerciante.