Publicidade
Manaus
ZONA SUL

Moradores improvisam ‘árvore de Natal’ em buraco de rua no bairro Petrópolis

A medida é para chamar a atenção do poder público para a rua Leopoldo Carpinteiro Peres; moradores reclamam dos constantes prejuízos causados nos veículos que passam pelo local 09/12/2017 às 15:47
Show  rvore 123
Foto: Evandro Seixas
Álik Menezes Manaus (AM)

Há seis meses, moradores da rua Leopoldo Carpinteiro Peres, localizada no bairro Petrópolis, na Zona Sul de Manaus, sofrem com o odor e os acidentes causados por um buraco que abriu na pista após uma rede de esgoto desativada encher e transbordar quebrando o asfalto.

Na manhã deste sábado (9), um grupo de moradores improvisou uma “árvore de Natal” na tentativa de chamar à atenção para o problema da comunidade. “O vizinho fez a árvore hoje, vai ter até um brinde ao buraco. Olha, a gente está tentando levar na esportiva, mas não tem mais condições. Ninguém resolve o nosso problema”, disse a dona de casa Ronilza Maria, de 43 anos.

Além do odor forte, moradores reclamam dos prejuízos diários que o buraco causa aos motoristas que passam pela rua todos os dias, os riscos aumentam ainda mais durante o período da noite. “Os carros têm que passar bem devagar, o mais próximo possível, mas mesmo assim batem os carros. Outro dia uma senhorinha se jogou e agarrou aqui no meu muro porque quase um carro invade a calçada e atropela ela”, disse.

A dona de casa contou, ainda, que funcionários da Manaus Ambiental e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) estiveram no local, mas não resolveram os problemas e uns acusam os outros pelo desserviço. “A gente não sabe mais quem procurar. Eles (funcionários) chegam aqui, olham, não fazem nada e vão embora”, disse, revoltada.

Outro morador, Maxswel Araújo, 31, disse que o problema se arrasta há dois anos e que iniciou em outro trecho da rua. O morador também destacou que de noite o perigo é ainda maior, tanto para pedestres quanto para os motoristas. “Esse problema começou tem dois anos. Ali em cima, o buraco foi tapado, mas volta e meia abre de novo. Esse aí tem seis meses que está assim. O cheiro é muito forte e o risco de bater o carro e atropelar pessoas é constante, porque tem motorista que vê o buraco quando já está muito próximo e joga o carro para a calçada. Durante a noite o perigo é maior, a iluminação pública do poste não fica próxima e nem é de LED”, disse.

A CRÍTICA entrou em contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para questionar sobre obras no local. Em nota, a pasta informou que “já fez vários reparos na área, mas que a mesma não tem rede de esgoto adequada. A concessionária de água (Manaus Ambiental) precisa implantar a rede. Somente com essa rede o problema será solucionado. A prefeitura sempre que é acionada atende a via com serviços paliativos”,  diz a nota.

A reportagem também entrou em contato com a concessionária Manaus Ambiental para questionar sobre previsão de obras no local, mas até o fechamento desta edição não teve as ligações atendidas e o e-mail respondido.