Publicidade
Manaus
Mosquiteiros Malária

Mosquiteiros específicos para combate à malária vão ser instalados em residências de Manaus

Acessórios que ajudam a combater mosquito transmissor da malária serão levados para , aproximadamente, 49,6 mil imóveis localizados nas zonas rural e urbana de Manaus  02/02/2012 às 08:18
Show 1
Moradores das zonas rural e urbana vão receber orientação de como utilizar o Milds
Jornal A Crítica Manaus

A Prefeitura de Manaus divulgou nessa quarta-feira (01) os locais em que os agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estarão atuando nos próximos dias para instalar os mosquiteiros impregnados de inseticida, como parte das medidas de controle da malária, na capital. Até o final de junho, a meta da Semsa é fazer a entrega 234 mil mosquiteiros, que serão instalados em, aproximadamente, 49,6 mil imóveis localizados nas zonas rural e urbana da cidade, identificadas como áreas de transmissão ativa da doença.

Na Zona Norte, o trabalho começou pela comunidade rural de Nova Jerusalém, na estrada AM-010 (Manaus-Itacoatiara) onde, desde terça-feira, 31, já foram instalados 50 mosquiteiros. As equipes da Semsa devem permanecer mais três dias na comunidade e, em seguida, irão para o ramal São Francisco, na mesma rodovia.

Na Zona Leste, a ação começou pela estrada do Brasileirinho, onde já foram entregues 120 mosquiteiros. Na próxima semana, a atividade avança para os ramais do Brasileirinho.

Na Zona Oeste da cidade, o trabalho está sendo realizado em três frentes: na aérea da BR-174 (Manaus/Boa Vista); numa área terrestre do bairro do Tarumã e em comunidades ribeirinhas do bairro. Na BR-174, a comunidade de Cuieirais, já recebeu 60 mosquiteiros. A próxima a receber a visita dos agentes de endemias é a comunidade Artur Virgílio.

Na região do Tarumã (terrestre), já foram instalados 80 mosquiteiros na comunidade Cristo Rei e, em seguida, será a vez de áreas da comunidade Mama na Égua. Entre as comunidades ribeirinhas do Tarumã, a de Nossa Senhora de Fátima já recebeu 70 mosquiteiros e, de lá, os agentes seguem para a comunidade do igarapé São João.

A prefeitura tem como meta para este ano a redução de 30% no número de casos da malária na capital, informa Francisco Deodato. A instalação dos mosquiteiros impregnados de longa duração (Milds, como são mais conhecidos) é uma das estratégias para o alcance da Meta.