Publicidade
Manaus
Manaus

Motoristas de ônibus não usam recuo e agravam trânsito do AM

Os recuos foram solicitados pela pasta de Transporte e Trânsito (Manaustrans/SMTU) com o objetivo de melhorar o tráfego viário da cidade 27/02/2013 às 09:08
Show 1
Na Djalma Batista, ônibus param no meio da pista para usuários embarcarem
ACRITICA.COM ---

A construção de recuos para paradas de ônibus em dois trechos da avenida Djalma Batista, na Zona Centro-Sul, é uma novidade que visa melhorar o trânsito de Manaus, sempre engarrafado naquela via, mas que ainda não estão funcionando simplesmente porque a maioria dos motoristas não acessa a chamada baia, a área demarcada para o embarque e desembarque de passageiros, em frente ao Conjunto Eldorado.

Outras duas estão em construção, sendo uma na praça Domingos Russo, na esquina da rua João Valério com a avenida Djalma Batista, e a outra em frente à MS Casa, também na Djalma Batista. Os dois recuos foram solicitados pela pasta de Transporte e Trânsito (Manaustrans/SMTU) com o objetivo de melhorar o tráfego nesses pontos e estão sendo construídos pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), informou o diretor de Transportes da Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Waldir Frazão. Segundo ele, no entanto, assim que estiverem concluídas as obras, o órgão pretende iniciar uma campanha buscando orientar os motoristas sobre a obrigatoriedade de entrar na baia para fazer o embarque e desembarque de passageiros.

PRIORIDADE

Embora seja uma medida nova, a criação da baia tem um problema apontado por motoristas, que preferem não se identificar. Para eles, seria mais tranquilo acessar o espaço e deixar livre o trânsito, só que muitos não vão querer fazer isso porque terão dificuldade para sair, pois terão que esperar para ter passagem. “Vamos ficar presos mais tempo”, disse um motorista.

A reportagem ficou por mais de 30 minutos observando o recuo existente em frente ao conjunto Eldorado onde, de cada dez coletivos que passaram por ali, apenas dois entraram no recuo. Os demais ficaram na pista, provocando congestionamento na via, onde o trânsito já era complicado.

De acordo com Waldir, essa campanha deve chegar, inclusive, aos motoristas de veículos de passeio e caminhões, que devem dar prioridade à passagem dos ônibus, que têm preferência. “Quem vem pela direita tem que dar passagem aos ônibus saindo das baias”, afirmou ele, explicando ainda que é terminantemente proibido a permanência, nesses espaços, tanto taxistas quanto de mototaxistas.