Publicidade
Manaus
Manaus

Motoristas do transporte Executivo protestam contra desvio na rota do sistema no centro de Manaus

Nessa quarta-feira (23), a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), anunciou o desvio do trânsito para ônibus executivos, e carros pequenos na área do terminal da Matriz. A medida foi implantada por conta da cheia do Rio Negro, que atinge o local, prejudicando o fluxo dos veículos 24/05/2012 às 10:59
Show 1
Conforme informações do órgão, nesta quarta-feira (23), pela manhã, técnicos da SMTU avaliaram que ainda é possível manter em funcionamento o Terminal Central somente para o ônibus convencional urbano
acritica.com Manaus

Os motoristas e cobradores do transporte executivo em Manaus realizaram protesto na manhã desta quinta-feira (24), por conta da mudança no itinerário do sistema no centro da cidade.

Nessa quarta-feira (23), a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), anunciou que o desvio do trânsito para os executivos, e carros pequenos da área que compreende o terminal da Matriz. A medida foi implantada por conta da cheia do Rio Negro, que atinge o local, prejudicando o fluxo dos veículos.

De acordo com a SMTU, cerca de 260 ônibus, da modalidade executivo, circulam atualmente pelo Terminal Central da Matriz na Rua Marques de Santa Cruz. Em regime emergencial, eles devem desviar o itinerário pela Avenida Epaminondas, seguindo pela Rua Simão Bolívar (Praça da Saudade) e Avenida Ferreira Pena para então seguir o itinerário normal.

Conforme informações do órgão, nesta quarta-feira (23), pela manhã, técnicos da SMTU avaliaram que ainda é possível manter em funcionamento o Terminal Central somente para o ônibus convencional urbano afim de evitar maiores transtornos aos usuários do Transporte Coletivo.

Segundo a programação, o Plano Emergencial só vai ser implementado na íntegra se a água invadir o terminal, impedindo o acesso da população. Logo nas primeiras horas desta quinta feira, fiscais da SMTU e Instituto Municipal de Trânsito (Manaustrans) estarão no local para orientar os motoristas e usuários do transporte coletivo. Os técnicos do órgão realizam monitoramento diário.

Segundo a presidente da Federação do Transporte Executivo do Amazonas, Valderiza Melo, a mudança não é bem recebida pela categoria, pois distancia os ônibus dos passageiros, ela lembra que o local escolhido pelo SMTU, é “contramão”.

“Os passageiros não estão contentes com isso, eles estão reclamando muitos”, falou, lembrando que os trabalhadores do sistema não foram avisados com antecedência, e que a mesma medida também deveria ser adotada pelos ônibus convencionais.

“O trânsito está lento, mas, fluindo. O transporte Executivo também consegue realizar o trajeto”, protestou.