Publicidade
Manaus
Manaus

MPE empossa promotores substitutos

Os promotores foram empossados pelo procurador geral de justiça, Francisco Cruz, com a participação do vice-governador, José Melo, e autoridades do executivo, legislativo e judiciário amazonense 30/01/2012 às 20:10
Show 1
Préio do MPE/AM, localizado na Ponta Negra
acritica.com Manaus

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) empossou nesta segunda-feira, 30 de janeiro, seis promotores de justiça substitutos para atuarem nas comarcas dos municípios de Tefé, Manicoré, Santo Antônio do Iça, Jutaí, Eirunepé e Fonte Boa.

Os promotores foram empossados pelo procurador geral de justiça, Francisco Cruz, com a participação do vice-governador, José Melo, e autoridades do executivo, legislativo e judiciário amazonense.

Durante a solenidade que aconteceu no auditório Carlos Alberto bandeira, na sede do MPE-AM, localizado na avenida Coronel Teixeira, Nova Esperança, zona oeste de Manaus, Cruz enfatizou que a ampliação dos serviços judiciais para o interior, além de firmar a presença do MPE-AM nesses municípios, garantirá os preceitos legais paras as eleições 2012.

“Nossa projeção, que também estabelece a residência do promotor no município da comarca, vai garantir proteção judicial principalmente para a população mais simples e ainda assegurar que a vontade do eleitor seja respeitada e o abuso de poder econômico coibido”, disse Cruz.

Sete novas posses

O procurador acrescentou que neste semestre o MPE-AM dará cobertura total do órgão em todos os municípios amazonenses. “Começamos o ano com o déficit de 13 comarcas sem promotor de justiça. Além dos seis, estaremos empossando mais sete até o meio do ano”, reiterou Cruz, ao informar que a lotação dos promotores restante ainda está sendo levantada, mas, antecipou que Maués é uma das comarcas cogitadas.

Para o vice-governador, José Melo, a extensão dos serviços do MPE-AM para o interior representa, ao mesmo tempo, avanço na questão judicial e dignidade para a população geograficamente distante. “A presença do membro do Ministério Público nas comarcas é uma segurança de que os direitos do cidadão estarão resguardados. Por isso, prover todas as Promotorias do interior de agente ministerial significa respeito com a nossa gente”, disse.

Promotores empossados

Márcio Pereira de Melo (Tefé), Sarah Clarissa Cruz Leão (Manicoré), Leonardo Tupinambá do Valle (Santo Antônio do Içá), Rômulo de Souza Barbosa (Jutaí), Flávio Mota Moraes Silveira (Eirunepé) e José Augusto Palheta Taveira Júnior (Fonte Boa).