Publicidade
Manaus
Manaus

Município de Japurá (AM) decreta Estado de Emergência

Japurá é o 54º município a ser atingido em larga escala pelos efeitos da cheia deste ano 28/05/2012 às 20:21
Show 1
Cheia em Japurá (AM) atinge cerca de 300 famílias
ACRITICA.COM Japurá

A Prefeitura do Município de Japurá (a 1.050 quilômetros de Manaus) decretou situação de emergência nesta segunda-feira (28). Em documento enviado da Prefeitura à Câmara Municipal, o prefeito Raimundo Guedes dos Santos (PC do B) decreta “situação de emergência” em consequência da inundação que atingiu postos de saúde, casas e plantações em diversas localidades das zonas urbana e rural.

A Defesa Civil do Município estima que 291 famílias estão desalojadas e mais de 600 pessoas sofrem diretamente com a subida dos rios. A situação é mais crítica em torno das comunidades do Alti-paraná, afluente do rio Japurá, que mantém o nível das águas bem acima da média. Até agora, 13 comunidades de Japurá foram atingidas pela cheia. As principais são: Cardoso, Chueu-é, Canavial I, Canavial II, São Pedro, Nova Esperança, Vencedor, Curimatá de Cima, Curimata de Baixo, Pema, Murinzal, Luiz e Saracura.

Ensino paralisado

A subida das águas provocou também a suspensão das aulas do Ensino Médio Presencial com Mediação Tecnológica oferecidas nas unidades de Japurá. Com sete comunidades alagadas, a Secretaria Municipal de Educação se viu obrigada a interromper as aulas desta modalidade. Segundo o professor do curso tecnológico na Escola Estadual Dorotéia de Souza Braga (sede do município), José Silva Lima, há uma nova previsão de retorno das aulas para o dia 28 de maio, data definida parcialmente pela coordenação de educação do interior.

Ainda segundo o professor, 50% das turmas do curso tecnológico estão em áreas alagadiças e a dificuldade é a locomoção até as escolas nessas áreas afetadas com a cheia. Somente na Escola Dorotéia de Souza Braga, o prejuízo com a inundação atinge 342 alunos, distribuídos entre nove turmas de Ensino Médio e três do Ensino Fundamental.

Distribuição de auxílio

A última visita realizada pela Defesa Civil do Estado do Amazonas foi registrada no dia 10 deste mês. A reunião com a Prefeitura teve o objetivo de cadastrar as famílias atingidas no Alti Paraná.

No dia 14 deste mês, foram liberados pouco mais de R$ 46 mil para ajuda aos ribeirinhos afetados pela cheia no Município. Os recursos provêm de um fundo de auxílio emergencial no valor de 10 milhões de reais do Governo Federal e deve oferecer apoio para a construção de marombas, compra de materiais e logística de apoio aos alagados das comunidades afetadas.