Publicidade
Manaus
Manaus

No dia de finados, mais de 300 mil pessoas devem passar pelos cemitérios de Manaus

Esse é o quantitativo de pessoas que a Semulsp estima em visita aos túmulos, na data de homenagem aos mortos 27/10/2012 às 09:16
Show 1
Preparação dos seis cemitérios em Manaus envolve 500 agentes de limpeza
FLORÊNCIO MESQUITA Manaus

A uma semana do dia de Finados, lembrado no dia 2 de novembro, os cemitérios de Manaus registram grande movimentação de familiares que buscam fazer a limpeza dos túmulos de parentes. A Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) estima que os seis cemitérios públicos da capital recebam mais de 300 mil visitantes apenas no próximo dia 2. A pasta também está fazendo um mutirão de limpeza nos cemitérios públicos para preparar os locais para a grande movimentação de pessoas.

A estimativa do Departamento de Cemitérios (Decem) para o quantitativo de pessoas nos seis cemitérios de Manaus, no ano passado, era a mesma para este ano: 300 mil pessoas. No entanto, aproximadamente 450 mil visitantes estiveram nos locais. Se considerar o quantitativo de 2010, quando 380 mil pessoas visitaram as sepulturas, há um registro de aumento de 18,42%. Na ocasião, os portões dos cemitérios foram abertos às 6h e fechados às 20h.

Algumas pessoas querem fazer reparos em jazigos e aproveitar a oportunidade para antecipar as homenagens aos entes falecidos, evitando tumultos na véspera e no Dia dos finados.

A dona de casa Valdizia da Silva Bezerra, 63, por exemplo, esteve ontem no cemitério Nossa Senhora Aparecida, no Tarumã, Zona Oeste, para limpar os túmulos dos parentes e prestar homenagens. Ela tem quatro familiares sepultados no local e cuida de todos os túmulos. Ela chegou ao cemitério pela manhã, mas adiantou que só terminaria a capinação à tarde.

 Comércio

Dentro e fora dos cemitérios, os espaços para a venda de velas, flores e objetos que servem para decorar os túmulos, estão todos ocupados, ou demarcados com madeira, linhas e faixas. Nem mesmo as calçadas escapam. No cemitério Nossa Senhora Aparecida, alguns comerciantes já começaram a  armar suas barracas para garantir o melhor lugar e, consequentemente, boas vendas.

Foi justamente no Nossa Senhora Aparecida que a Semuslp intensificou a limpeza, porque o cemitério é o maior da cidade, com mais de 100 mil sepulturas. Ao todo, 500 agentes de limpeza atuam, desde o final de setembro, realizando os serviços de jardinagem, poda de árvores e pintura de meio-fio. A Semuslp prevê que o mutirão de limpeza em todos os cemitérios esteja concluído até o dia de homenagem aos mortos, mas espera finalizar a ação na próxima terça-feira, três dias antes da data comemorativa.