Publicidade
Manaus
Manaus

Novas ruas e avenidas de Manaus terão ciclovias

Durante encerramento de evento internacional sobre meio ambiente, governador prometeu construir ciclovias em Manaus 26/03/2012 às 08:11
Show 1
Em encontro com membros do “Pedala Manaus”, governador se comprometeu em instalar ciclovias em novas vias
jornal a crítica Manaus

O governador Omar Aziz anunciou, no último final de semana, em encontro com membros  do movimento “Pedala Manaus”, no encerramento do Fórum Mundial de Sustentabilidade, que as novas avenidas construídas pelo governo do Estado terão ciclovias. A informação foi divulgada pela Agência de Comunicação do Governo.

Segundo a Agecom, os projetos de  ampliação da Avenida das Torres e as soluções viárias programadas para os  bairros contemplados no Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) da Bacia do São Raimundo, já contemplam ciclovias.

As últimas grandes obras do governo do Amazonas, como a Ponte sobre o Rio Negro, e a própria Avenida das Torres, desprezaram a construção de ciclovias. Nenhuma obra feita pela Prefeitura de Manaus, nos últimos anos, contempla a existência de ciclovias.

Omar Aziz e o presidente do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), João Dória Júnior,  aproveitaram o encontro com os membros do “Pedala Manaus” para posar para fotos em cima de bicicletas.

O presidente da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana, e a secretária de Estado de Meio Ambiente, Nádia Ferreira, também estavam presentes.

O coordenador do movimento “Pedala Manaus”, Ricardo Romero, informou à reportagem de A CRÍTICA que o governador se comprometeu em receber o estudo elaborado pelo programa, que traz um projeto para a construção de ciclovias na capital do Amazonas.

Carta de intenções
O 3º Fórum Mundial de Sustentabilidade chegou ao fim na noite do último sábado (24) com a divulgação da “Carta do Amazonas”, que se compromete a “mobilizar a sociedade brasileira pela aprovação de uma legislação nacional de pagamentos por serviços ambientais, reconhecendo este mecanismo como fundamental para garantir o desenvolvimento sustentável”.

A mobilização também se estende para a “aprovação de um acordo internacional para implementar o REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) como mecanismo de conservação das florestas nativas”.

Para o fundador do evento e presidente do LIDE, João Dória Júnior,  quem participou desta edição do fórum está mais preparado para discutir sustentabilidade e meio ambiente na Rio +20.

“O evento teve uma participação muito positiva. Esse fórum trouxe muito conteúdo tanto sobre a Amazônia quanto para todo o mundo. A consequência disso foi a elaboração dos dez pontos, presentes na Carta do Amazonas, que deve auxiliar a posição do Brasil na Rio +20”

Celebridades convidadas
De acordo com João Dória Júnior, a próxima edição do Fórum Mundial de Sustentabilidade terá a participação de celebridades internacionais. “Ano que vem teremos um evento misto, não tão técnico como este ano. É tudo o que eu posso adiantar”, comentou Dória, mantendo suspense sobre a lista de convidados.

“Ainda não definimos os nomes. Deixamos certo período de amadurecimento e só então decidiremos quem virá. Até setembro ou outubro deste ano já teremos uma lista divulgando os nomes certos”.

A 3ª edição do Fórum Mundial de Sustentabilidade teve três dias de duração e contou com a participação de Sylvia Earle, Fernando Henrique Cardoso, Almir Suruí, Oskar Metsavaht, Bianca Jagger, entre outros. 

Durante os minutos finais do 3º Fórum Mundial de Sustentabilidade o presidente do LIDE, João Dória Jr, convidou os presentes para darem as mãos simbolizando uma  “corrente humana”. O líder indígena Almir Suruí foi escolhido para segurar a bandeira nacional.