Publicidade
Manaus
Manaus

Novo arcebispo de Manaus diz que espera contar com o apoio da sociedade

O paulista, de 59 anos, assume hoje a liderança espiritual de 967 mil católicos de Manaus em substituição a dom Luiz Soares Vieira 23/02/2013 às 10:01
Show 1
Arcebispo pretende fortalecer as pastorais sociais para, por meio delas, intensificar a presença da igreja nas sociedade
Ana Celia Ossame Manaus (AM)

Uma igreja independente, autônoma, mas sem neutralidade para lidar com os problemas da sociedade, especialmente da juventude, é a proposta de trabalho do novo Arcebispo Metropolitano de Manaus, dom Sérgio Eduardo Castriani, 59, que tomará posse às 19h deste sábado, na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição.

Sexto arcebispo de Manaus, dom Sérgio receberá o posto de dom Luiz Soares Vieira, que aos 75 anos se aposenta. Ele reconhece o grande desafio de conduzir o clero da capital e mais sete municípios da Região Metropolitana, principalmente num momento de grandes mudanças da sociedade. “Nunca estamos preparados para uma missão como essa, mas tenho disposição”, afirmou, esperando contar com o apoio dos padres, bispos auxiliares, leigos.

Paulista nascido em Regente Feijó, dom Sérgio viveu, nos últimos 14 anos, no Município de Tefé (a 525 quilômetros de Manaus), desde 1998. Mas está na Amazônia desde 1978, quando foi trabalhar no Estado do Acre.  Ele disse saber que, na capital, todos os problemas que sintetizam a vida urbana, como periferia, invasão, drogas e prostituição, são comuns e serão enfrentados com a união da comunidade.

Continuidade

No posto, ele dará continuidade ao trabalho realizado por dom Luiz Vieira, cuja opção como metodologia de trabalho foi pela vida comunitária. Apesar de saber que as comunidades, hoje, têm o conceito ampliado com as comunidades virtuais e as de interesses, como as universidades, dom Sérgio promete caminhar e conhecer o povo e seus lugares.

Um dos seus projetos é fortalecer as pastorais sociais para, por meio delas, intensificar a presença da igreja nas sociedade. “Ser cristão, viver o evangelho é viver em comunidade”, assegurou ele, para quem o Brasil passa por grandes transformações e a igreja deve participar desse processo, junto de todas as instituições.

Ao defender mais atenção de toda a sociedade para com a juventude, dom Sérgio destaca a Campanha da Fraternidade deste ano, que pretende alertar para os graves problemas vividos pela juventude. “O objetivo da campanha é não deixar a sociedade se acostumar com o grande número de jovens envolvidos com droga, que morrem devido à violência”, assegurou. Para ele, a igreja tem que se aproximar dos jovens que lutam para cuidar da família e dos que são pais e mães muito cedo.  “Eu pretendo olhar para a realidade teológica da juventude e dar protagonismo aos jovens na igreja”, finalizou.

Dom Luiz passa o cajado em missa

A cerimônia de posse e acolhida do novo Arcebispo de Manaus, dom Sérgio Eduardo Castriani, começa às 19h, na Catedral Metropolitana de Manaus, com uma missa que contará com a presença de bispos, padres e leigos.

Inicialmente, a missa será celebrada por dom Luiz, que, nesse momento, pedirá que seja lida a bula de nomeação, cujo teor, depois, será mostrada para o colégio de consultores e a assembleia, formada por bispos, padres e leigos.

Após a leitura, dom Luiz Vieira entregará o báculo (cajado), e a cátedra, que é a cadeira, que sempre fica na catedral. Ao tomar assento na cátedra, dom Sérgio receberá a autoridade para governar e dirigir a arquidiocese.

Após esses atos, haverá alguns pronunciamentos, incluisive de dom Sérgio Castriani.