Publicidade
Manaus
Manaus

Número de homicídios neste fim de semana em Manaus poderia ser ainda maior

Nove pessoas sofreram tentativas de homicídio e conseguiram sobreviver. Trinta foram assassinadas 20/07/2015 às 17:56
Show 1
Até a publicação desta matéria, algumas vítimas ainda permaneciam internadas em hospitais da cidade
ACRITICA.COM Manaus

O número de homicídios neste final de semana em Manaus poderia ser maior que 30. Nove pessoas que sofreram tentativa de homicídio permaneciam internadas em hospitais de Manaus. Um homem não identificado também escapou da morte após ser espancado.

Na lista de sobreviventes estão dois adolescentes de 16 anos que foram baleados na rua Violeta Bayma, no Tancredo Neves, Zona Leste, por volta das 22h de sábado (18). Os tiros atingiram ombros e braços das vítimas, e foram disparados por ocupantes de um veículo de cor vermelha sem identificação.

Outra adolescente de 15 anos foi baleada no pescoço e na coxa por um motoqueiro no “bar do Vascão”, no bairro Novos Israel, por volta de 1h30 de sábado. A jovem foi levada para o Hospital e Pronto Socorro Doutor João Lúcio.

Na meia noite de domingo, Jailson Reis Leal, 45, levou um tiro no tórax dentro de seu bar, na avenida Sete de Maio, no bairro Santa Etelvina. Um casal teria sido o autor dos disparos. Jailson estava internado em estado grave no SPA do Galiléia.

Às 2h35, na madrugada de domingo, um rapaz de 17 anos e outro identificado como João Lucas Vieira, 18, foram internados no HPS Platão Araújo, após serem baleados na rua Albânia, loteamento Parque das Nações, em Flores.

Já por volta das 4h, Rogério Andrade de Souza e Jonas Jordão da Cunha foram alvejados na avenida Autaz Mirim, no bairro São José, Zona Leste. No mesmo horário, Franceniuza Marques, 36, levou um tiro na rua Berimbau, no bairro Zumbi. Os dois sobreviveram.

Jogado no buraco

Um homem não identificado foi encontrado por volta das 3h de domingo por policiais da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) em um buraco de aproximadamente 15 metros, na rua Vitória, bairro Gilberto Mestrinho. Ele teria sido espancado e jogado dentro do buraco. Os bombeiros retiraram o homem do local.