Publicidade
Manaus
Manaus

Obras da Copa ficam 14,7% mais caras

O dado consta na última versão da “Matriz de Responsabilidades”, documento periodicamente atualizado que estipula a responsabilidade dos governos federal, estaduais e municipais 10/11/2012 às 16:21
Show 1
Construção da Arena Amazônia, orçada em R$ 550,7 milhões, é uma das 430 obras que estão em andamento sob responsabilidade do Governo do Estado
Jornal A Crítica Manaus

As obras necessárias para a realização da Copa do Mundo no Brasil em 2014 ficaram 14,7% mais caras que o inicialmente previsto, conforme levantamento divulgado  pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Em janeiro de 2011, a previsão inicial era que o investimento total fosse de R$ 23,8 bilhões. A última estimativa, de julho deste ano, mostra que o valor subiu para R$ 27,3 bilhões.

O dado consta na última versão da “Matriz de Responsabilidades”, documento periodicamente atualizado que estipula a responsabilidade dos governos federal, estaduais e municipais, além de parceiros privados, no pagamento e execução de obras de construção ou reforma de estádios, aeroportos, portos, além de investimentos nos setores de mobilidade urbana, turismo e telecomunicações.

A diferença, de R$ 3,5 bilhões, foi alavancada, principalmente, pela reestimativa dos investimentos em aeroportos, que apresentou acréscimo de R$ 1,77 bilhão; e nos estádios, cujo valor das obras cresceu R$ 1,13 bilhão. O investimento em portos cresceu R$ 158 milhões. Apenas os valores injetados em mobilidade urbana foram revistos para baixo. Caíram em R$ 123 milhões.

Parte do acréscimo do valor das obras da Copa do Mundo ocorreu ainda pela adição dos investimentos em turismo (R$ 212 milhões) e telecomunicações (R$ 371 milhões), que não estavam na conta de 2011.

A íntegra deste conteúdo está disponível na versão impressa e para assinantes.