Publicidade
Manaus
Manaus

Obras na Avenida Eduardo Ribeiro não vão impactar o comércio, diz Arthur Neto

Para o prefeito, o trabalho de resgate do estilo da Manaus do século XIX vai fomentar a economia e o turismo na capital, além de trazer a população de volta para o Centro Histórico 05/10/2015 às 19:48
Show 1
Em coletiva na manhã desta segunda-feira (05) o prefeito afirmou que as obras na avenida não vão impactar o comércio na região, durante o final do ano
Kelly Melo Manaus (AM)

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto (PSDB) informou nesta segunda-feira (5) que as obras de revitalização da avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, iniciadas na manhã de hoje, não vão impactar o  comércio na região, durante o final do ano.

Segundo ele, as obras no local foram divididas em duas etapas e iniciaram de cima para baixo (no trecho que compreende a Praça do Congresso até a rua 24 de Maio), afim de que a atividade comercial seja impactada minimamente. “Estamos certos de que depois que o trabalho estiver finalizado, os comerciantes vão lucrar muito”, afirmou Neto.

Para o prefeito, o trabalho de resgate do estilo da Manaus do século XIX vai fomentar a economia e o turismo na capital, além de trazer a população de volta para o Centro Histórico.

As interdições na via, no trecho entre a  Praça do Congresso e a rua 24 de Maio, foram feitas com tapumes para que a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) iniciasse o trabalho de escavação do asfalto em busca dos  pedras e  paralelepípedos que compunham a via e as calçadas no século XIX, no período áureo da Borracha.  

Orçada em mais de R$ 9 milhões, o recurso utilizado é oriundo do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano, gerenciado pelo Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), e tem prazo  para ser concluída em 120 dias. “É uma obra confortável para nós  e de muito significado para quem preza pelas raízes históricas que estão embutidas no centro”, avaliou o prefeito. A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) é a responsável pela execução da obra.