Publicidade
Manaus
CRIME

Oficina é assaltada e proprietários somam prejuízo de mais de R$ 30 mil em Manaus

Câmeras de segurança flagraram as ações dos criminosos na oficina Manaus Diesel, na manhã desse sábado (23), em Manaus. Os proprietários registraram um Boletim de Ocorrência (B.O) 24/09/2017 às 16:21
Show c meras de seguran a 2
As ações dos homens duraram cerca de 2 minutos (Foto: Reprodução/Vídeo)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A oficina Manaus Diesel, localizada na Avenida Buriti, no bairro Distrito Industrial, na Zona Sul de Manaus, foi assaltada por dois homens armados por volta das 10h desse sábado (23). Os proprietários do estabelecimento tiveram um prejuízo de mais de R$ 30 mil. Câmeras de segurança flagraram as ações dos criminosos.

Uma das proprietárias da oficina, Daniele dos Santos, 27, comentou que cinco pessoas estavam no local no momento do assalto. Funcionários, familiares dos proprietários e clientes foram rendidos pelos criminosos em uma das salas da Manaus Diesel.

“Por volta das 10h um indivíduo bateu na porta da loja. Um cliente se levantou e abriu a porta para o criminoso. Logo depois outro apareceu junto com ele e os dois anunciaram o assalto. Renderam meu pai, minha madrasta, dois funcionários, o cliente, em uma sala que realizamos os pagamentos. Pediram dinheiro”, explicou Daniele.

As imagens das câmeras de segurança mostram que um dos infratores escondeu a arma em uma caixa para que entrasse na loja sem ser percebido com o objeto. As ações dos homens duraram cerca de 2 minutos. 

Segundo a proprietária, os criminosos também levaram quatro celulares. “Minha madrasta deu uma quantia para um dos criminosos, mas eles quiseram mais. Falaram que iriam matar o meu pai, caso ela não desse. Estavam o tempo todo com a arma na cabeça dele e da minha secretária. Minha madrasta acabou dando mais de  R$ 30 mil. Depois fugiram pela porta da frente”, ressaltou.

Um boletim de ocorrência (B.O) foi registrado na 3ª Companhia Interativa Comunitária, localizada no bairro Petrópolis. Daniele espera que os criminosos possam ser identificados o mais breve possível. É a primeira vez que o estabelecimento da família é assaltado.

“A gente sabe que não vamos ver novamente esse dinheiro, mas queremos que os criminosos paguem por tudo que fizeram. O prejuízo foi grande, mas o importante é a vida. Estamos entregando na mão da polícia”, completou.