Publicidade
Manaus
Manaus

Operação Faroeste Amazônico 2 prende nove suspeitos de tráfico de drogas

Segundo a Polícia, os suspeitos têm ligações com a facção criminosa Família do Norte (FDN) e são remanescentes de um bando comandado por Alessandro Barbosa Fonseca, o "Alê" 21/06/2014 às 09:55
Show 1
Operação prendeu, ao todo, nove suspeitos na manhã deste sábado (21)
Lucas Jardim* Manaus (AM)

Na manhã deste sábado (21), nove suspeitos de tráfico de drogas foram presos na Operação Faroeste Amazônico 2, deflagrada pela Polícia Civil. Segundo a delegada Vanessa Pereira Ricardo, eles têm ligações com a facção criminosa Família do Norte (FDN) e são remanescentes do bando comandado por Alessandro Barbosa Fonseca, o "Alê", conselheiro da facção que foi morto no dia 9 de junho.

No decorrer da operação, deflagrada depois de seis meses de investigação,foram cumpridos oito mandados de prisão e nove de busca e apreensão, expedidos pela Juíza Eulinete Melo Silva Tribuzy da 4ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

Simone Cavalcante de Oliveira Fonseca, 28, foi presa na rua Aluízio, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. Segundo a polícia, ela era companheira de Alessandro, fazia a contabilidade da quadrilha e auxiliava nas vendas.

Claudionor de Lima Freitas, 39, conhecido como "Rato", e a esposa dele Selene Teixeira Dias, 40 foram presos na rua Acaju, bairro Flores, Zona Centro-Sul. Claudionor é suspeito de ser um dos vendedores que trabalhavam para Alessandro e estar assumindo os pontos de vendas de droga após a morte do mesmo.

Na mesma rua foi preso Fabio César Xavier Menezes, 23, conhecido como "Tayná". Ele é foragido do sistema penitenciário do Pará, onde cumpria pena pelo crime de tráfico de drogas.

Mário Osmar Barroso de Oliveira, 34, o "Tobe", foi preso na rua H, bairro Compensa 2, Zona Oeste. As investigações o apontam como motorista do bando, responsável pela distribuição de drogas e armas, além de braço direito de Alessandro, fazendo o intermédio das negociações.

Edvan Paulino da Silva, 31, o "Caio", e Gercirio Alvez do Nascimento, 43, o "Mico", foram presos na rua 8, comunidade Novo Mundo, Zona Norte. De acordo com os responsáveis pela operação, Edvan atuava como vendedor e Gercírio armazenava armamentos, além de também vender drogas.

Marinalva Teixeira Dias França, 57, foi presa na rua 10 daquela mesma comunidade, por ser suspeita de agir olheira do bando, e Carlos Alberto Araújo de Almeida, 26, o "Pequeno Mestre", foi preso na rua São Vicente, bairro São Lázaro, Zona Sul, apontado como assaltante e vendedor.

Ainda segundo a autoridade policial, eles atuavam primariamente nos bairros Comunidade Novo Mundo, Hileia, Petrópolis e Flores, além de remeterem drogas para cidades como Belém e Fortaleza. O bando foi apresentado às 9h na Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre).

Com os suspeitos, foram encontradas várias munições de calibre 762, 38 e 50, sendo algumas intactas e outras deflagradas. Também foram apreendidas uma CG 125 cinza de placas NOW- 6390, uma Biz preta de placas NOZ-3422, um Gol preto de placas JXW-6396, cinco celulares e R$ 3.416 em espécie.

Eles serão indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Até o fechamento desta matéria, eles ainda aguardavam o translado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

*com informações da repórter Joana Queiroz e da assessoria de imprensa