Publicidade
Manaus
Manaus

Operadora Tim nega quedas de chamadas, mas usuários reclamam

De acordo com o relatório da Anatel, no Amazonas, houve 163.744 desligamentos, tanto de ligações de usuário discando de seu celular para outro, que custa R$ 0,25, como para ligações feitas para telefonia fixa, que custa R$ 0,50 07/08/2012 às 21:43
Show 1
TIM nega veementemente que eventuais quedas de chamadas de seus clientes Infinity sejam motivadas por ação deliberada da companhia
acritica.com Manaus

Em resposta a matéria publicada na manhã desta terça-feira (08), a operadora Tim negou, em nota, que as eventuais quedas de chamadas de seus clientes ‘Infinity’ sejam motivadas por ação da companhia. A prestadora de serviço declara que o conteúdo do relatório é proveniente de escritório da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e já foi analisado pelo órgão regulador, quando foram identificados graves erros, que levam a conclusões erradas.

A TIM foi acusada pela agência de interromper de propósito chamadas feitas no plano Infinity, no qual o usuário é cobrado por ligação, e não por tempo. A Anatel, em seu site, publicou que o relatório de fiscalização ‘integra procedimento administrativo para averiguar descumprimento de obrigações que se encontra em fase de instrução. Somente após a regular tramitação do processo, com direito ao contraditório e à ampla defesa da prestadora, a agência irá deliberar sobre o assunto e adotará as providências legais e regulamentares cabíveis’.

Dados do relatório apontam que, no Amazonas, por exemplo, mais de 80.297 usuários do plano ‘Infinity’ (tanto com o DDD 92, quanto o 97) foram afetados, representando um lucro de R$ 40.941 para a operadora. 

Ao todo, de acordo com o relatório também no Amazonas, houve 163.744 desligamentos, tanto de ligações de usuário discando de seu celular para outro, que custa R$ 0,25, como para ligações feitas para telefonia fixa, que custa R$ 0,50.


Usuários confirmam quedas

A acadêmica de Comunicação Social, Susan Aquino, diz que as ligações costumam ter quedas frequentes. “As quedas acontecem quando as ligações estão sendo realizadas, às vezes quando a pessoa atende, ou depois de certo tempo, com 30 minutos ou uma hora”, declarou.

“Por muitas vezes, eu tive que refazer as ligações porque eu fico apenas um minuto e cai. Só em um dia, esta mesma situação aconteceu cinco vezes. O que acaba consumindo créditos ou acumulando na conta telefônica. Uma enganação”, contou a funcionária pública Amanda Gellin.

Já a cabeleireira Patricia Silva acredita que os números do estudo possam estar certos. "Pode ser até que esteja errado, mas muito pouco, porque eu ouço muita reclamação sobre essas ligações que são desligadas constantemente. Vez ou outra acontece comigo e, infelizmente, não temos muito o que fazer, o jeito é ligar de novo", lamentou.