Publicidade
Manaus
Manaus

Padre que morreu durante uma missa será enterrado no Rio Grande do Sul

O pároco faleceu após sofrer uma parada cardíaca, enquanto celebrava a missa de promessas batismais das crianças, por volta das 8h30 do domingo (22). Na véspera da morte, o padre chegou a lavar o telhado da paróquia e esteve na festa de aniversário de 15 anos de uma frequentadora da igreja 22/10/2012 às 11:54
Show 1
Padre Cláudio Walmir Rossini que atuava na Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apostolos
Bruna Souza Manaus, Am

O corpo do padre Cláudio Walmir Rossini, 48, que faleceu na manhã deste domingo (21) durante uma missa em Manaus, será encaminhado à cidade de Santa Maria, no estado do Rio Grande do Sul, onde fica a sede da Sociedade Católica Padres Palotinos, ao qual pertencia.

O transporte do corpo será feito em um voo da empresa de linhas aéreas TAM programado para as 12h desta segunda-feira, 22.

O pároco faleceu após sofrer uma parada cardíaca, enquanto celebrava a missa de promessas batismais das crianças, por volta das 8h30. Dois médicos fizeram o primeiro atendimento, mas o padre não resistiu e veio a falecer no caminho do Hospital 28 de Agosto.

Velório

A Paróquia Nossa Senhora da Rainha dos Apóstolos esteve lotada desde as 15h de domingo, quando foi dado o início do velório. Por volta das 20h foi celebrada a missa de corpo presente com a participação do Dom Mário Pasqualotto, Dom Elói, Dom Mário Antônio e vários padres de Manaus, além da comunidade do bairro da Praça 14 de Janeiro, onde ele foi pároco desde 2005.

Segundo a aposentada Hosana Barbosa, o padre é um exemplo de retidão, humildade e trabalho em prol da comunidade. “Ele era agitado, sempre ajudando a comunidade e colocando a ‘mão da massa’, inclusive trabalhava junto com os pedreiros na igreja. Toda a comunidade recebeu a notícia com um grande susto”, relatou.

Pela manhã desta segunda, por volta das 6h, a missa de despedida foi regada de emoção e homenagens prestada pelos fiéis da Paróquia de Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos e da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

Véspera da morte

Após lavar o telhado da paróquia na tarde do último sábado (20), o padre Cláudio esteve na festa de aniversário de 15 anos da neta da aposentada. Hosana notou que o padre aparentava estar muito cansado e cabisbaixo.

“Ele estava muito calado, cansado e não quis comer e nem beber. Muito diferente da rotineira alegria. Saiu antes da hora dos parabéns, pois me confidenciou que precisava dormir, já que pela manhã teria missa a celebrar”.