Publicidade
Manaus
Manaus

Palestra reforça importância do diagnóstico precoce na cura ao câncer de mama

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que a taxa de sobrevida de pacientes diagnosticados com câncer de mama no Brasil é de 80% 13/10/2015 às 15:24
Show 1
Para reforçar a divulgação das informações sobre o tema entre os seus alunos, a Faculdade Estácio Amazonas promove, nesta terça-feira (13), a palestra “O câncer de mama tem cura”
acritica.com ---

Com a realização cada vez mais frequente de campanhas de prevenção, o câncer de mama tem sido diagnosticado em fases mais precoces no Brasil, aumentando, assim, as chances de cura. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que a taxa de sobrevida de pacientes diagnosticados com câncer de mama no Brasil é de 80%.

Para reforçar a divulgação das informações sobre o tema entre os seus alunos, a Faculdade Estácio Amazonas promove, nesta terça-feira (13), a palestra “O câncer de mama tem cura”, com o médico mastologista Gerson Mourão, da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam). A programação é alusiva ao movimento Outubro Rosa, que chama atenção para a prevenção ao câncer de mama.

 Segundo a coordenadora do curso de Serviço Social da instituição, Lilian Gomes, a intenção é mostrar para os alunos a importância do diagnóstico precoce por meio do autoexame e da visita regular ao ginecologista. A coordenadora ressalta que o autoexame associado à mamografia são essenciais para o diagnóstico. “A sobrevida de pacientes com câncer de mama aumentou, mas é preciso melhorar ainda mais, e isto só será alcançado quando todas as mulheres tiverem acesso à mamografia, que deve ser feita uma vez por ano, a partir dos 40”, disse.

A mamografia é o principal exame para o diagnóstico do câncer de mama. A coordenadora explica que os médicos orientam que as mulheres se olhem no espelho e façam o autoexame uma vez por mês, em busca de alterações, mas o autoexame é mais uma recomendação. “Hoje a mamografia é o exame mais preciso para identificar lesões na mama”, destacou.

De acordo com a coordenadora, durante a palestra, os estudantes vão conhecer histórias de pessoas que venceram a luta contra o câncer de mama e tirar dúvidas sobre a doença.

A programação continua nesta quarta-feira (14), com uma ação educativa promovida pelos estudantes do curso de Serviço Social. Eles estarão, a partir das 18h30, na entrada da unidade da avenida Constantino Nery, distribuindo panfletos e orientando os colegas sobre a importância da prevenção à doença. Um stand vai disponibilizar maquiagem, design de sombracelhas e penteados para as mulheres.

No dia 28, os alunos vão participar da Caminhada das Vitoriosas, às 18h, na Ponta Negra. O evento é realizado pelo Centro de Integração Amigas da Mama (Ciam), em parceria com a Sociedade Brasileira de Mastologia Regional Amazonas.

*Com informações da assessoria de comunicação.