Publicidade
Manaus
Manaus

Parintins (AM) decreta situação de emergência

Na quarta-feira, operários da Prefeitura construíam pontes de madeira nas ruas onde as casas estão sendo invadidas pelas águas do rio. Com a geografiada Ilha, Parintins está vulnerável por todos os lados 20/04/2012 às 18:56
Show 1
Na quarta-feira, operários da Prefeitura construíam pontes de madeira nas ruas onde as casas estão sendo invadidas pelas águas do rio
Jhonas Santos Parintins

O Município de Parintins ( a 325 quilômetros de Manaus) decretou hoje situação de emergência por causa da enchente do Rio Amazonas. O prefeito Bi Garcia (PSDB) disse que recebeu o relatório da Defesa Civil Municipal apontando dados técnicos dos estragos que a cheia causará até o final do mês de junho. Ao menos 48 pontos foram considerados de risco na Ilha. A Cidade Garantido, quartel general do boi-bumbá do São José,  também deverá ir ao fundo, assim como ocorreu em 2009.

Na quarta-feira, operários da Prefeitura construíam pontes de madeira nas ruas onde as casas estão sendo invadidas pelas águas do rio. Com a geografiada Ilha, Parintins está vulnerável por todos os lados. A Secretaria Municipal de Assistência Social já possui o cadastro das famílias para em caráter de emergência deslocar os moradores em abrigos. “Vai ter uma hora que as famílias terão que deixar suas casas porque a enchente está vindo muito forte”, disse o secretário de Obras, Lucas Dias.

Na última grande cheia 7,5 mil famílias foram atendidas pela Defesa Civil local, num total de 34 mil pessoas atendidas. A frente da cidade também tem pontos críticos e trechos de ruas da orla ameaçam desabar. Na zona rural 38 comunidades já estão alagadas, de acordo com informações do técnico operacional da Defesa Civil de Parintins, Marcos Nascimento.

“ Seguramos até onde deu. A grande cheia é visível e muitos bairros em Parintins, especialmente os que ficam nas margens da Ilha, estão sendo atingidos”, disse o prefeito. Na segunda-feira, desta semana, o presidente do Garantido, Telo Pinto, disse que o boi irá se mudar para o Bumbódromo e terminar a produção de alegorias na área de concentração.

As águas já alcançaram as galerias, comprometendo toda a rede elétrica do complexo da agremiação. Até deste mês as águas do Rio Amazonas terão alagado a Cidade Garantido, segundo estimativa da Capitania dos Portos de Parintins. A festa tradicional da Alvorada do boi, que será realizada no dia 30 de abril, também foi transferida para o Bumbódromo. Somente nos primeiros 15 dias de abril, o rio subiu todo o volume de água registrado no mesmo mês em 2009. A média de elevação é de 2,5 centímetros diários.