Publicidade
Manaus
Manaus

Parlamentares querem que MPE investigue contratos do governo do AM com empresa Delta

Os contratos têm o prazo de 36 meses. No Amazonas a empresa faz parte do Consórcio DPV, que ganhou a licitação para a locação de veículos para o programa "Ronda nos Bairros" 16/04/2012 às 19:53
Show 1
Ronda nos Bairros atuando no Santo Agostinho
acritica.com Manaus

O vereador Waldemir José e o deputado estadual José Ricardo Wendling, ambos do PT, ingressarão com uma representação junto ao Ministério Público Estadual (MPE-AM) pedindo a investigação dos quatro contratos do Estado com a empresa Delta para o aluguel de veículos para o programa “Ronda nos Bairros”, os quais ultrapassam os R$143,8 milhões. Durante a operação Monte Carlo, deflagrada no Distrito Federal, escutas telefônicas e grampos feitos pela Polícia Federal (PF) mostraram que a empresa tem ligações com o empresário Carlos Cachoeira, acusado de exploração ilegal de jogos.

Os contratos têm o prazo de 36 meses. No Amazonas a empresa faz parte do Consórcio DPV, que ganhou a licitação para a locação de veículos. O vereador lembra que a construtora tem quatro contratos assinados com o Governo do Estado por intermédio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

O primeiro trata do aluguel de 252 veículos com equipamentos embargados, no valor superior a R$ 103,1 milhões; o segundo para o aluguel de 66 viaturas tipo SUV sem equipamentos embargados; um outro para a locação de veículos tipo “Station Wagon” com cela, rádio de comunicação, sinalizador e rastreador; e o último para disponibilizar veículos tipo picape cabine dupla, com rádio, sinalizador, rastreador e grafismo.

O vereador questiona a competência da empresa para este tipo de serviço, uma vez que ela é registrada na Junta Comercial do Amazonas como executora de atividade econômica na área de construção de rodovias e ferrovias.

“De forma alguma se está questionando a qualidade e eficiência do Programa Ronda nos Bairros, mas nosso papel é fiscalizar a utilização dos recursos públicos e é isso que estamos fazendo ao entrar com representação no Ministério Público pedindo investigação dos contratos com a Construtora Delta”.