Publicidade
Manaus
Manaus

PCCS dos Policiais no AM será votado nos próximos dias

A garantia foi dada pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da ALEAM, deputado estadual Cabo Maciel (PR), em reunião com representantes das categorias.Ele acredita que até sexta-feira (10), essa situação esteja definida 07/02/2012 às 15:27
Show 1
Os candidatos aprovados no concurso da Polícia Militar para o cadastro reserva também estiveram nesta terça-feira (7), na galeria da Casa Legislativa requerendo nova chamada para o concurso
Acrítica.com Manaus

Os Planos de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) das polícias Civil e Militar que estão sendo ajustados pelo Governo do Estado, devem ser encaminhados juntos para aprovação pela Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) dentro dos próximos dias. A garantia foi dada pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da ALEAM, deputado estadual Cabo Maciel (PR), em reunião com representantes das categorias.Ele acredita que até sexta-feira (10), essa situação esteja definida.

Segundo o deputado, o plano da Polícia Civil está pronto, mas o da Polícia Militar está em fase de ajustes de cálculos da tabela de vencimentos. “O governador teve acesso as tabelas ontem (06) e já mandou para a (Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) fazer o fechamento”, argumentou.

O parlamentar deixou claro que os ganhos salariais do PCCS dos policiais será retroativo a 1º de janeiro e beneficiará mais de 7 mil PMs.

O PCCS da Polícia Civil, de acordo com o presidente do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Amazonas (Sinpol-AM), Moacir Maia, já está todo formatado, aguardando apenas a assinatura da mensagem pelo governador Omar Aziz (PSD) e deverá beneficiar 2.470 servidores, entre delegados, peritos e investigadores. “Estamos pleiteando que a diferença salarial de uma classe para outra — classe especial, 1ª, 2ª, 3ª e 4ª — seja de 10%”, explicou.

Maia garantiu que hoje a diferença entre a classe especial e a classe subsequente, de policial de 1ª classe, é de R$ 2.400, e para as demais classes é de R$ 100. Com o novo PCCS, o piso salarial passaria para R$ 2.999,00 (policial de 4ª classe), R$ 3.100 (3ª classe), R$ 3.300 (2ª classe) e R$ 3.400 (1ª). Segundo ele, a categoria está em negociação desde maio do ano passado, quando entraram em greve. Ele disse que a promessa, era a de que no início dos trabalhos legislativos seria encaminhado para votação.

O presidente da Associação de Delegados da Polícia Civil (Adepol), Mário Aufiero, também ressaltou a importância da reunião com Cabo Maciel. “Viemos cobrar um prazo definitivo para o encaminhamento da mensagem. A categoria está ansiosa”, completou.

Cabo Maciel explicou que o PCCS da Civil só não foi encaminhado porque o governador quer mandar os dois planos juntos. Segundo ele, os planos devem ser discutidos com as duas categorias.

Cadastro Reserva

Candidatos aprovados no concurso da Polícia Militar para o cadastro reserva também estiveram hoje na galeria da Casa Legislativa. Eles demonstraram estar temerosos com o anúncio feito pelo governo, do novo concurso público, sem que tenham sido chamados para vagas remanescentes. Sobre o assunto, Cabo Maciel explicou que não é favorável a novo concurso se ainda há candidatos aprovados aguardando serem chamados. Mas disse que vai conversar sobre o assunto com o governador Omar Aziz.