Publicidade
Manaus
gripes chuvas

Período chuvoso nesta época do ano favorece o surgimento de doenças principalmente respiratórias

As crianças e idosos são as maiores vítimas de problemas respiratórios nesta época do ano. A maior demanda por atendimento vai para os Serviços de Pronto Atendimento 25/01/2012 às 09:34
Show 1
Médicos recomendam pais a evitar de levar as crianças a lugares onde existam aglomerados para evitar transmissão
Ana Célia Ossame Manaus

A chegada do período de chuva na região amazônica, que costuma ser acentuado entre os meses de dezembro a maio, facilita o aumento do índice de doenças respiratórias, levando milhares de pessoas, a maioria crianças e idosos, aos serviços de saúde como os Serviços de Pronto Atendimento (SPAs). Por isso, médicos alertam para os cuidados com as crianças, especialmente aquelas menores de seis meses de idade, mais frágeis às doenças por não terem seu sistema imunológico formado. Deve-se evitar levar as crianças a lugares onde existam aglomerados porque uma pessoa com uma virose ou resfriada é um veículo transmissor do vírus, alerta o pediatra Daniel Roger, 38, do serviço público de saúde do Estado.

Nos SPAs espalhados em todas as zonas da cidade, nessa época do ano, o atendimento maior é para as doenças respiratórias que ocorrem mais em crianças, informa o médico, citando as pneumonias, bronquites, bronquiolites (quadro pulmonar que acomete o bebezinho geralmente abaixo dos seis meses de vida, causado pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR)), asma, gripes e viroses. De acordo com o médico, são quadros de pneumonias e gripes que podem ser preveníveis evitando-se locais fechados como shoppings centers ou outros aglomerados, onde a presença de pessoas infectadas pode facilmente ser um veículo de transmissão de vírus porque sãos ambientes mal ventilados e a proximidade das pessoas facilita a transmissão de vírus e bactérias de uma para outra.

Daniel Roger destaca ainda que a manutenção de uma boa dieta com frutas e líquidos, principalmente sucos cítricos ricos em Vitamina C, é uma recomendação importante para fortalecer o organismo das crianças. A ingestão de líquidos é vital, segundo ele, para aumentar a diluição de secreções como o catarro, que solta mais fácil quando o organismo está bem hidratado. Outro alerta é para que os pais evitem sair na chuva com as crianças.

Tratamento

 Para quem já está com quadro de gripe ou virose, o pediatra Daniel Roger pede cuidado com alguns sintomas que podem ser confundidos com os da dengue. Dor de cabeça, febre acompanhadas de manchas no corpo deve levar o pacientes ao serviço de atendimento ambulatorial de pediatria, no caso de crianças. O paciente deve procurar o serviço de saúde para ser examinado e, se necessário, fazer exame complementares, diz o médico, para quem o tratamento é o padrão. Em caso de virose, o médico deve administrar remédios à base de dipirona e repouso, além da hidratação e boa alimentação, com ênfase ao consumo de frutas cítricas.

 SPAs são os que mais atendem


 Nesse período de chuvas, segundo dados da Susam, aumenta o número de atendimento nos SPAs. Esses equipamentos de saúde destinados ao atendimento ambulatorial registraram a consulta de 195.467 pacientes durante todo o ano passado. O SPA do bairro do Coroado, Zona Leste, foi procurado ontem por pacientes como Nilma Chagas, 35, que levava novamente o filho de 12 anos, João, para o atendimento após sentir sintomas de resfriado. “Ele já está melhor e só estou voltando para ver se mantenho o remédio”, disse a mãe.

Já a dona de casa Francisca Eulália Ambrósio de Souza, 54, que apresentava um quadro de infecção na garganta que a incomodava muito, foi medicada com inalação. “Estava muito mal com a garganta inflamada. por isso resolvi procurar um médico”, explicou ela, moradora do bairro de Petrópolis, Zona Sul, enquanto mantinha o equipamento nas vias respiratórias.