Publicidade
Manaus
ZONA LESTE

Perseguição acaba em troca de tiros entre policiais e assaltantes no Coroado

Dupla abandonou o Siena de cor prata roubado em que estava e fugiu a pé pelo Sesi - Clube do Trabalhador 16/08/2017 às 21:05 - Atualizado em 16/08/2017 às 21:54
Show 72b5972d 2749 4656 aab8 657f8dfb8cf5
(Foto: Antônio Lima)
Tiago Melo Manaus (AM)

Dois homens não identificados fugiram a pé pelo terreno do Sesi - Clube do Trabalhador, na noite desta quarta-feira (16), após um confronto com policiais militares da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na Alameda Cosme Ferreira, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus.

A dupla estava em um Siena, de cor prata e placas NOM-1733, roubado do técnico em refrigeração Alexandre Alencar, na rua Pimenta Bueno, no bairro São Francisco, Zona Sul, por volta das 19h de hoje.

“O carro estava estacionado e eu estava em uma loja de móveis, fazendo um orçamento,  quando fomos assaltados. Eles apontaram a arma pra mim e nem pediram nada, só me tomaram as chaves, o celular e a carteira com R$ 250", contou Alexandre.

De acordo com a vítima, os assaltantes, que estavam com o rosto à mostra, ainda levaram o celular de um dos funcionários da loja. "Eles não pareciam assaltantes. Estavam de cara limpa e com uma aparência boa", comentou o refrigerista.

Após tomarem o veículo de Alexandre, a dupla fugiu em alta velocidade. "Saí correndo atrás, peguei um mototáxi e liguei, do celular do mototaxista, para a polícia informando a situação. Em dado momento parei de ir atrás deles e os policiais começaram a perseguição", afirmou.

A perseguição, que deixou um rastro de destruição e um motoqueiro com o braço gravemente ferido, que logo foi atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), terminou em frente ao Sesi.

"Quando cheguei aqui, o carro já estava assim todo destruído. Eles trocaram tiros. Ouvi uns quinze, mas ninguém saiu ferido. Depois disso, eles fugiram a pé pelo Sesi e deixaram meu carro aqui", concluiu Alexandre, lamentando o prejuízo com o veículo e a atitude dos policiais da 11ª Cicom, que não foram atrás dos suspeitos.