Publicidade
Manaus
OPERAÇÃO

PF prende quadrilha que traficava skunk do aeroporto de Manaus para o resto do País

Bando mantinha esquema “sofisticado” para aliciar pessoas e conseguir traficar a “super maconha” através de empresas de transporte aéreo de cargas 18/10/2017 às 11:50 - Atualizado em 18/10/2017 às 12:08
Show show 1
Foto: Divulgação
acritica.com

A Polícia Federal do Pará e do Amazonas, juntamente com o Ministério Público do Estado do Pará, deflagraram na manhã desta quarta-feira (18), nas cidades Manaus e Santarém uma operação com objetivo de combater uma quadrilha especializada no tráfico da maconha tipo skunk, a “super maconha”, em aeroportos brasileiros.

Segundo a PF, eles mantinham um esquema “sofisticado” para aliciar pessoas e conseguir traficar a “super maconha” através de empresas de transporte aéreo de cargas nos aeroportos de Manaus e de Santarém para outras cidades do País. De acordo com polícia, através do aliciamento de pessoas eles conseguiam acessos às empresas de transporte e, assim, facilitar a passagem das cargas suspeitas pelos aeroportos burlando as fiscalizações.

A operação foi deflagrada simultaneamente em Santarém e em Manaus, onde foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva, dez mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva.

A operação foi batizada com o nome “Green Load” (carga verde em tradução livre) em referência à cor do tipo de maconha skunk. Por ser de origem vegetal, o skunk possui uma cor esverdeada e tem grande aceitação no mercado ilícito de entorpecentes. O nome também faz referência à “sinal verde”, pois os traficantes buscavam livre trânsito das cargas nos aeroportos.

Investigações

Através dos levantamentos feitos pela Polícia Federal, estima-se que cerca de 5 toneladas dessas cargas ilícitas foram movimentadas pelos aeroportos onde a quadrilha atuou no período de um ano. As investigações começaram há alguns meses, quando foram realizadas apreensões de maconha em Santarém, Manaus e no aeroporto de Guarulhos (SP), totalizando cerca de 367 quilos de maconha skunk.

Com a intensificação dos trabalhos em Santarém foi possível realizar grandes apreensões de drogas que passavam pela cidade, tanto por via aérea como por via fluvial. Só este ano de 2017 a Polícia Federal apreendeu cerca de 28 quilos de cocaína e 554 quilos de maconha, totalizando mais de 580 quilos de entorpecentes que tinham a cidade como rota.

*Com informações da assessoria de imprensa