Publicidade
Manaus
Economia, PIM, Suframa

PIM registra o segundo maior faturamento da história

O subsetor Eletroeletrônico é responsável por 43,13% do faturamento total do PIM no trimestre, seguido pelo setor de duas rodas com 23,49% 16/05/2012 às 12:26
Show 1
Para o superintendente da Suframa, o resultado comprova mais uma vez a força do modelo
acritica.com Manaus

No primeiro trimestre do ano, o Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou o seu segundo maior faturamento da história: US$ 9.082 bilhões. O resultado apresenta recuo de 3,41% em comparação com o obtido nos três primeiros meses de 2011: US$ 9,403 bilhões, atual recorde de faturamento do parque fabril. Os números estão nos indicadores de desempenho da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

De acordo com o superintendente da autarquia, Thomaz Nogueira, o resultado comprova mais uma vez a força do modelo

“Se o faturamento do trimestre for analisado em real ele representa o melhor resultado do PIM em moeda nacional com R$ 16,066 bilhões, o que significa aumento de 2,51% em relação ao resultado contabilizado no primeiro trimestre de 2011 quando o Polo acumulou R$ 15,673 bilhões”, detalha o superintendente, explicando que a diferença para o resultado obtido em dólar se deve à variação cambial.

O subsetor Eletroeletrônico (incluindo bens de informática) é responsável por 43,13% do faturamento total do PIM no trimestre, seguido pelo setor de duas rodas com 23,49%.

Com relação à geração de empregos, o primeiro trimestre do ano registrou 117.516 pessoas, somando mão de obra efetiva, temporária e terceirizada. O número representa aumento de 2,48% de vagas em relação ao mesmo período de 2011, quando 114.670 estavam empregadas no PIM.

Na comparação do número de empregos registrados em março com os de fevereiro (118.385) há uma queda de 0,73%, causada, principalmente, por uma retração de vagas nas fábricas de motocicletas  e condicionadores de ar splits.

“Esses segmentos tiveram problemas pontuais - como a invasão dos splits importados e a falta de crédito para compra parcelada das motocicletas - que precisam  e começam a ser resolvidos”, explicou Nogueira.

Desempenho
Dos 21 subsetores produtivos que compõem o levantamento realizado pela autarquia até março, dez apresentaram alta de faturamento: Eletroeletrônicos - incluindo Bens de Informática (3,66%); Duas Rodas (0,37%); Papel e Papelão (8,22%); Vestuário e Calçados (74,95%); Editorial e Gráfico (22,96%); Mobiliário (9,12%); Beneficiamento de Borracha (15,16%), Ótico (0,44%), Isqueiros, Canetas e Barbeadores Descartáveis; e o setor Naval (0,17%).

No acumulado do primeiro trimestre, o telejogo (videogames) registrou maior aumento percentual de produção com 411,71%, passando de 19.361 unidades produzidas entre janeiro e março de 2011, para 99.072 unidades produzidas no mesmo período de 2012.

O telefone celular segue em alta com 5.982.104 unidades produzidas no trimestre, um aumento de 21.48% em relação ao volume alcançado no mesmo período do ano passado (4.924.282).

Com o apelo da atualização tecnológica, os televisores com telas de cristal líquido (LCD e LED) e de plasma continuam o processo crescente de substituição das TVs com tubo de imagem. O televisor de plasma registrou aumento de produção de 38,01% e o de LCD/LED 43,28%, enquanto a TV com tubo de imagem registrou queda de 62,83%.

Outros destaques de produção são os receptores de sinal de televisão com aumento de 24,68%; os aparelhos de reprodução/gravação de áudio não portáteis (inclusive toca disco digital a laser) com 48,10% de incremento; e as bicicletas, com 26,13%.