Publicidade
Manaus
CONFLITOS DE INTERESSE

Plínio ameaça sair do PSDB caso Artur Neto seja candidato ao Senado pelo partido

Vereador pediu ao PSDB que adote a mesma medida defendida pelo prefeito, na disputa presidencial, para escola dos candidatos a governador e senador 07/11/2017 às 15:11 - Atualizado em 07/11/2017 às 15:13
Show show plinio valerio psdb tiago correa
Vereador Plínio Valério afirmou, há menos de um mês, que deve deixar o PSDB. Foto: Reprodução/CMM
Geizyara Brandão Manaus (AM)

O vereador Plínio Valério pediu nesta segunda-feira (06) à direção estadual do PSDB a realização  prévias para definir quem disputará o governo e o Senado pela legenda no próximo ano. Pedido semelhante foi feito por Artur Neto à direção nacional da sigla no que se refere à eleição para presidente da República. No Amazonas, tanto as costuras de alianças como a escolha dos candidatos majoritários do PSDB sempre foram decididas pelo prefeito. 

O vereador já afirmou que deve sair do PSDB e que está à procura de um partido que tenha tempo de propaganda para que possa lançá-lo como candidato ao Senado Federal no próximo pleito. Na edição de 25 de setembro de A Crítica, Plínio afirmou que estava conversando com dirigentes partidários para se decidir sobre a saída. O parlamentar já fez parte do Partido Verde (PV) e, também, foi candidato a prefeito de Manaus em 2004. 

“O Artur pediu à Nacional que realize prévias, que ele quer ser um candidato nas prévias e eu pretendo que a regional faça porque eu pretendo ser candidato ao Senado. Eu acho que se a gente fizer aqui, está credenciado a pedir lá. Meu pedido não conflita com o do Artur, mas reforça o pedido”, destacou o vereador.

Saída pode ser a opção

De acordo com Plínio, a prévia no diretório regional teria o nome do prefeito de Manaus para concorrer ao governo do Estado do Amazonas em 2018. Caso Artur Neto saia para o cargo de senador, o parlamentar assegura que sairá da sigla. “Se Artur for candidato do PSDB, eu saio do PSDB”, alegou.

A relação do parlamentar com o PSDB tem sido marcada por desencontros. “Eu tenho destoado do PSDB, porque o PSDB tem destoado do que a gente tem prometido nos bairros, das promessas que a gente andou fazendo. Quando digo nós, somos nós candidatos, prefeito, vereador. Isso me incomoda”, enfatizou o parlamentar. 

O vereador disse que ainda vê a chance de uma reconciliação dentro da sigla se prévias regionais forem aprovadas.

Posicionamento contrário

Para o colega de bancada de Plínio, vereador Dante (PSDB), não há a necessidade de serem realizadas prévias, segundo o regimento do partido.  “Só haverá prévias se nós tivermos mais de dois candidatos. Até agora nós não temos dois candidatos. É claro que se aparecer, é necessário que se tenha”, explicou.

O prefeito em exercício, Marcos Rotta (PSDB), que está desde junho na legenda após sair do PMDB durante as eleições suplementares para o governo estadual, ressalta que qualquer tipo de discussão é importante, principalmente as internas.

Pedido

Em setembro, o prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB) concedeu entrevista à revista Veja se apresentando como pré-candidato à presidência da República no pleito do próximo ano. O prefeito pediu, também, que fossem realizadas prévias nacionais dentro do partido.

Publicidade
Publicidade