Publicidade
Manaus
quadrilha assaltos

Polícia apresenta quadrilha que assaltou casa de primo de senador do Amazonas

Integrantes da quadrilha teriam afirmado em depoimento à polícia, o envolvimento na morte do lutador e professor de jiu jitsu Diego Alencar Trindade, 24, em dezembro de 2011 26/01/2012 às 14:09
Show 1
Quadrilha apresentada é acusada de ter cometido assalto a casa de empresário em Manaus
Cassandra Castro Manaus

Quatro homens foram apresentados na manhã desta quinta-feira (26) na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações, na Zona Centro Oeste de Manaus. Eles são acusados de envolvimento em vários assaltos em Manaus, o mais recente deles, na madrugada da última terça-feira(24), à casa do empresário Rodolfo Braga, primo do senador  Eduardo Braga (PMDB).  Foram presos Wilmar Simões da Silveira, o “Mera”, 20,Luis Ricardo Sampaio,o “Peitinho, 18, e dois jovens de 17 anos.

De acordo com informações do delegado Orlando Amaral,  a polícia prendeu primeiro “ Mera” e com informações repassadas por ele conseguiu chegar aos demais integrantes do grupo. Segundo informações da polícia, o quarteto roubou um carro celta vermelho no Nova Floresta e de lá, seguiu para o Condomínio Residencial Ponta Negra. Durante o assalto à residência do empresário, a esposa dele foi atingida de raspão por um tiro que teria sido disparado por um dos jovens.  O rapaz afirmou que o incidente só aconteceu porque ele teria recebido a arma já engatilhada e percebeu que o empresário tinha feito um movimento que parecia uma reação ao assalto e aí, acabou atirando.

 De acordo com o delegado titular da especializada, Orlando Amaral, um dos integrantes do grupo, um jovem de 17 anos, foi reconhecido por várias vítimas de assaltos a residências por conta de uma tatuagem que ele possui no braço com a inscrição do nome Lúcia.  Orlando Amaral afirma que apesar da pouca idade, o jovem é bastante perigoso e tem envolvimento em vários homicídios e latrocínios na cidade.

Integrantes da quadrilha também declararam em depoimento que também participaram da morte do lutador e professor de jiu-jitsu, Diego Alencar Trindade, ocorrido no dia 26 de dezembro de 2011, no bairro Dom Pedro.

Os dois adultos foram flagranteados por roubo referente ao crime da última terça-feira (24) e por homicídio pela morte de Diego Trindade e vão ser encaminhados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.   Os dois jovens vão ser encaminhados à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Quatro homens vão ser apresentados agora pela manhã na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações, na Zona Centro Oeste de Manaus. Eles são acusados de envolvimento em vários assaltos em Manaus, o mais recente deles, na última terça-feira(24), à casa do empresário Rodolfo Braga, primo do senador  Eduardo Braga (PMDB).

De acordo com o delegado titular da especializada, Orlando Amaral, um dos integrantes do grupo, um jovem de 17 anos, foi reconhecido por várias vítimas de assaltos a residências por conta de uma tatuagem que ele possui no braço com a inscrição do nome Lúcia.  Orlando Amaral afirma que apesar da pouca idade, o jovem é bastante perigoso e tem envolvimento em vários homicídios e latrocínios na cidade.

Integrantes da quadrilha também declararam em depoimento que também participaram da morte do lutador e professor de jiu-jitsu, Diego Alencar Trindade, ocorrido no dia 26 de dezembro de 2011, no bairro Dom Pedro.