Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia Civil deflagra operações nas Zonas Norte e Oeste

Aproximadamente 90 policiais civis das delegacias, da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e do grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) participaram das operações 28/12/2012 às 16:37
Show 1
Facções rivais do tráfico são presas na Operação Esplendor
Bruna Souza e Luana Dávila Manaus, Am

Mesmo embaixo de chuva, Polícia Civil deflagra duas operações no início da manhã desta sexta-feira (28), na cidade de Manaus, uma na Zona Oeste denominada ‘Esplendor’ e na Zona Norte ‘Saideira’. O objetivo é verificar pontos de drogas que são investigados a pelo menos seis meses, após denúncias anônimas.

A operação Esplendor é coordenada pela delegada titular da 4ª Seccional Oeste, Suely Costa. Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e 7 mandados de prisão, foram presas oito pessoas no bairro da Glória.

A operação ‘Saideira’ é coordenada pelo delegado Ivo Henrique Martins e deve cumprir um mandado de prisão e cinco de busca e apreensão, três pessoas foram presas no bairro José Bonifácio na Zona Norte e foram encaminhadas ao 18° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Operação Esplendor

A 'Operação Esplendor', realizada na madrugada desta sexta-feira (28), prendeu oito pessoas por Associação de tráfico, tráfico de drogas, formação de quadrilha e roubo no bairro Glória , Zona Oeste de Manaus.

Coordenada  pela delegada   Suely Costa , Titular  da Seccional Oeste,  a operação contou com 90 policiais civis, que receberam ajuda da  Divisão de Repressão ao Crime Organizado ( DRCO).

Traficantes do Beco São José e Beco Vitória, bairro Glória, disputavam o domínio pelo tráfico de drogas na região e mantinham-se em confronto, para eliminar a concorrência. Em dezembro de 2011, um traficante do Beco São José matou uma pessoa do Beco Vitória, desde então a rivalidade entre as facções se acirrou.

Segundo a delegada responsável pelo caso, havia mortes encomendadas pelos traficantes do Beco Vitória para o dia 31 de dezembro, com objetivo de vingar  a morte do companheiro morto em 2011.


Beco Vitória

Antonio Fonseca Felisberto, 37, conhecido como Nilo era o chefe  da facção da área, tentou fugir durante o mandado de prisão. A esposa, Tânia Maria Carvalho Ribeiro, 43, tentou esconder o marido em sua residência e acabou sendo detida  juntamente com  Felisberto.

Francisco Ferreira de Freitas, 36, conhecido como Arigó, era o atirador que comandava as mortes encomendadas. Foi preso por homicídio juntamente com  irmão, Ademir Ferreira de Freitas, 33, por porte ilegal de armas. Edmilson Dieb da Silva, 22, e o primo Thiago Dieb de Menezes, 24, também foram presos por mandado de prisão.

Beco São José

Alexandre Pimentel Romero, 32, foi preso por homicídio em sua residência e Rosenildo Cascaes, 24,foi detido por porte  ilegal de armas.