Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia Civil faz entrega de 19 motocicletas roubadas recuperadas na “Operação Solimões Livre”

As motos foram recolhidas durante ação de fiscalização em quatro municípios do interior do Amazonas 11/05/2012 às 15:34
Show 1
Os proprietários das motocicletas devem procurar Delegacia Geral de Polícia portando documentação do veículo para obter liberação
acritica.com Manaus, 11 de Maio de 2012

Através das investigações da Polícia Civil foi constatado alto índice de carros e motos que circulam sem documentação e com restrição de roubo no interior do Amazonas, que resultou na apreensão de 19 motocicletas roubadas. Os veículos recolhidos na “Operação Solimões Livre” foram entregues aos proprietários nesta sexta-feira (11).

As motos foram apreendidas em ações realizadas em abril deste ano, nos municípios de Jutaí (749 quilômetros de Manaus), São Paulo de Olivença (982 quilômetros de Manaus), Uariní (564 quilômetros de Manaus), e Tabatinga (1.106 quilômetros de Manaus), onde foram realizados trabalhos de repressão e prevenção, com realização de barreiras e blitz para fiscalização dos documentos dos veículos.

Conforme a Polícia Civil, a ação visou combater o tráfico de droga, assaltos a embarcações de mulas de traficantes, também roubos a ribeirinhos e indígenas, na operação foram recuperadas de 34 motocicletas, 14 usadas pelos traficantes e assaltantes e 19 com restrição de roubo.

A operação coordenada pelo Delegado-Geral Adjunto, Antonio Chicre Neto, realizou nesta sexta-feira, a entrega das 19 motocicletas recuperadas na “Operação Solimões Livre”. As motocicletas foram periciadas e identificados os proprietários, que foram notificados a comparecer a Delegacia Fluvial (Ferry Boat), no Porto do Rodway, com os documentos dos veículos. Os proprietários das motos devem procurar o Delegado-Geral Adjunto Antônio Chicre, na Delegacia Geral de Polícia, avenida Pedro Teixeira, 180, bairro Planalto, com a documentação de propriedade.

Para um aposentado de 68 anos, a recuperação da motocicleta do seu filho Alexandre Correa Alves (falecido em 2005), uma Honda Bros, azul, placa JWY-9205, roubada em dezembro de 2004, no bairro Jorge Teixeira, foi um milagre. A promotora de venda, Márcia Nunes da Silva, teve sua motocicleta, uma Twister vermelha, placa JWY-4872, roubada em 2005, de sua residência no bairro Parque Dez de Novembro.

Para Wilton Geraldo Lima, marido de uma funcionária do Instituto de Criminalística, a entrega de sua moto foi uma satisfação, visto que, não tinha esperança de recuperá-la. Sua moto, CG 125 Titan, prata, placa JXJ-0029, foi roubada em junho de 2005, do Centro de Atenção Integrada a Criança (CAIC) do bairro Alvorada. De acordo com José Barbosa dos Santos, que teve sua moto roubada em 2007, do bairro Braga Mendes, uma CG Sport, vermelha, placa JXU-4266, a “esperança é a última que morre”.