Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia de Iranduba 'estoura' mini laboratório de drogas em Cacau Pirera (AM)

Sem conseguir prender o principal foco da operação, a polícia efetuou a prisão de Ingrid Carvalho Matos, 20, que seria a esposa do traficante conhecido como Marlon. Junto com a mulher a guarnição encontrou 1 celular, 500 gramas de pasta base de cocaína, 183 trouxinha de cocaína, 300 gramas de maconha prensada (pronta para comercialização), e uma balança de precisão 14/07/2012 às 16:21
Show 1
A polícia encontrou um celular, 500 gramas de pasta base de cocaína, 183 trouxinha de cocaína, 300 gramas de maconha prensada (pronta para comercialização), e uma balança de precisão
JOELMA MUNIZ Manaus

Denuncias anônimas ajudaram as Polícias Militar e Civil do município de Iranduba (a 27 quilômetros da capital) a ‘estourar’ um mini laboratório de drogas localizado na rua 8 do bairro Nova Veneza, Distrito de Cacau Pirera, na manhã deste sábado (14).

De acordo com o Cabo Dilson Campos, um dos responsáveis pela operação, o objetivo da emboscada era prender um homem conhecido por Marlon. O Cabo confirmou à reportagem do Portal acritica.com, que Marlon é um ex-presidiário, e é considerado um dos principais traficantes de drogas da localidade.

“Contudo, a prisão em flagrante dele não foi realizada, já que ele conseguiu fugir da ‘boca’”, disse o Cabo.

Sem conseguir prender o principal foco da operação, a polícia efetuou a prisão de Ingrid Carvalho Matos, 20, que seria a esposa do traficante. Junto com a mulher a guarnição encontrou 1 celular, 500 gramas de pasta base de cocaína, 183 trouxinha de cocaína, 300 gramas de maconha prensada (pronta para comercialização), e uma balança de precisão.


Ela e os entorpecentes foram encaminhados para a 8ª Companhia Independente de Polícia do município.